Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Domingo, 24 de Setembro de 2017
Todas as categorias
Sociedade
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Sociedade/ Celebrado dia mundial dos consumidores sob o lema “resistência aos antibióticos”

2016-03-15

(ANG) - A Associação dos Consumidores de Bens e serviços denominada ACOBES celebrou com antecedência na segunda-feira o dia mundial de consumidores que se assinala no dia 15 de Março, sob o lema “a resistência aos antibióticos”.



O evento foi celebrado com um seminário de sensibilização e de informação sobre as vantagens e desvantagens do consumo para a vida humana e foi organizado em Bissau pela ACOBES em parceria com o Ministério de Saúde.,

Na cerimónia a Ministra da Saúde, Cadi Seide chamou atenção aos consumidores no sentido de estarem atentos com os produtos que consumem de modo a evitar riscos de contaminação.

“Na Guiné-Bissau o maior risco reside na falta de conservação e dos cuidados com os produtos que consumimos, porque muitas das vezes são produtos fora do prazo e noutros casos opta-se a falta de higiene e dos cuidados com os mesmos”, disse Ministra.

Cadi Seide exortou aos guineenses a darem valor aos produtos que consomem e a não exagerarem no consumo dos medicamentos tradicionais.

Por sua vez, o Presidente de ACOBES, Fôde Caramba Sanhá disse que associação que dirige luta diariamente para fazer com que os consumidores conheçam os seus direitos e deveres no que refere ao produto adequado para o consumo.

"O lema escolhido chama atenção aos nossos associados de modo a cuidarem com as boas maneiras de conservação e de comercialização dos produtos", acrescentou.

Sublinhou que o principal objectivo dos comerciantes é ganhar lucros e que por isso cabe os consumidores abrirem os seus olhos no que concerne a observação do prazo validade e o estado de conservação dos produtos.

“Peço aos governantes que colaborem no abastecimento dos produtos adequados a saúde e em preços acessíveis para evitar o consumo constante dos produtos congelados e sobretudo da origem duvidosa ”, exortou Fôde Caramba Sanha.

ANG/AALS/JAM


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw