Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Segunda, 20 de Novembro de 2017
Todas as categorias
Cooperação
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Gabu/ “Iluminação pública diminuiu delinquência juvenil”, diz governador Bissau, 24 Mar 16

2016-03-24

(ANG) - O governador de Gabu considerou que a iluminação da via pública terá contribuído para a diminuição da delinquência juvenil naquela cidade do Leste do pais.



Mamadu Boy Djalo falava quarta-feira depois de ter recebido em audiência uma delegação conjunta da UEMOA, representantes de algumas instituições estatais e membros da Rede de Jornalista para a Integração Económica na UEMOA, no quadro de um périplo às regiões de Quínara, Tombali, Bafatá e Gabu, realizado com o objectivo de se conhecer o estado físico de alguns projectos financiados por esta organização sub-regional.

De acordo com Boy Djalo, antes, os malfeitores aproveitavam-se da escuridão para levar a cabo as suas "acções nefastas".

Agradeceu a UEMOA pelo apoio dado e pediu para que o mesmo se estenda aos edifícios públicos através da instalação de kits que captam e distribuem energia solar produzida por painéis

O governador salientou que os furos de água efectuados naquela região e financiados pela UEMOA estariam a funcionar bem e que colmataram a falta do liquido precioso em algumas localidades.

No entanto, exortou ao governo central a ajudar na abertura de mais poços de água, para proteger a população de doenças diarreicas provocadas por água imprópria para consumo.

Antes, a comitiva visitou os furos de água feitos nas localidades de Madina Timbe e Cataba 15, ambas do sector de Pitche da região de Gabu, tendo constatado que na primeira, o furo construído jorra água potável e a população vela pela segurança e higiene da bomba, ao contrario da outra cujo liquido nem para o consumo animal é aproveitado devido a sua qualidade insalubre.

Entretanto, o representante residente da UEMOA na Guiné-Bissau, Mohamed Assami assumiu que vai informar a empresa que efectuou o furo para ver o que se pode fazer em relação ao Cataba 15.

Falando sobre os projectos financiados pela União, Assami destacou a construção de 400 furos de água em todo o território nacional, tendo salientado que o objectivo é de a população ter acesso a água potável.

Mohamed Assani falou da importância da iluminação pública em algumas localidades do interior do pais, no quadro de um projecto de energia solar e realçou também o projecto de produção de sementes melhoradas de arroz , executado pelo Instituto Nacional de Pesquisa Agraria (INPA,) em Contuboel.

Entretanto, frisou que, apesar da alegria manifestada pelos beneficiários, muitos dos projectos não foram executados conforme os regulamentos assumidos pelas empresas responsáveis, razão pela qual vai exigir-lhes a substituição das lâmpadas solares que não estão a funcionar, assim como alternativas aos furos feitos mais cuja agua é imprópria para o consumo.

A visita às regiões desta missão visa conhecer de perto o estado dos projectos financiados pela UEMOA, nomeadamente "Programa Hidráulica Rural - fase I e II, o projecto de co-gestão das pescas de Rias do Sul, de lâmpadas e kits solares levadas a cabo nas regiões, o mercado comunitário em Bantandjan e o centro de produção de sementes melhorados em Contuboel.

A comitiva integrava os representantes dos Ministérios da Comunicação Social e dos Recursos Naturais e da Secretaria de Estado da Energia, que foram unânimes no elogio à UEMOA pelos projectos suportados financeiramente .ANG/JAM/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw