Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quinta, 23 de Novembro de 2017
Todas as categorias
Economia
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Caju/ Ministro do Comércio e Indústria termina périplo nas regioes em preparaçao da campanha 2016

2016-04-05

(ANG) – O Ministro do Comércio e Industria considerou de positiva, a visita de “contactos e auscultações” aos actores da fileira de cajú nas regiões de Oio, Cacheu e Bafata.



Em declarações à imprensa, Vicente Fernandes disse que a mesma permitiu ouvir as autoridades locais, os operadores económicos e camponeses para que haja o consenso, com o objectivo de aumentar a qualidade e a quantidade de exportação de cajú na presente campanha.

“ Era muito importante ouvir as autoridades regionais, os comerciantes e os agricultores em relação a este sector que é vital para a economia do país”, reforçou”.

Por outro lado, o governante declarou que esta deslocação às três regiões do país possiblitou informar as novas medidas de informatização do sistema de controlo das movimentações da castanha, por forma à evitar a fuga para os países vizinhos, e saber a sua quantidade total antes de ser exportado.

Outra reforma, segundo o Ministro, será a emissão de novos alvarás, para evitar as falsificações e as duplicações dos mesmos, a semelhanca do que acontecera no passado.

Ainda nesta declaração à imprensa, o titular da pasta do Comércio destacou que o país não deve se limitar a exportar o cajú em bruto, mas sim instalar indústrias de transformação para dar mais empregos aos jovens e, assim, lutar contra a pobreza.

No plano legislativo, Vicente Fernandes assegurou que haverá novo quadro normativo que regula o sector de cajú no próximo ano, e que apoie os operadores económicos e camponeses guineenses, sem por em causa o investimento estrangeiro no país.

Segundo as autoridades, prevé-se que a Guiné-Bissau exporte 200 mil toneladas na campanha de cajú de 2016, contra os 174 mil no ano passado.Cajú é o principal produto de expotação do país.ANG/QC/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw