Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quinta, 13 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Greves na saúde e ensino/ Comunidade internacional pede intervenção do Presidente da República

2016-05-10

(ANG) – A comunidade Internacional pediu a intervenção do Presidente da República da Guiné-Bissau, José Mário Vaz junto do governo para acabar com a greve nos sectores da Saúde e Educação.



O apelo foi feito segunda-feira pelo Representante da União Africana na Guiné-Bissau, Ovídeo Pequeno, a saída do encontro de procura de solução para actual crise política, promovida pelo chefe de Estado guineense.

Disse que durante o encontro analisaram com o chefe de Estado a actual situação que o país vive e que alertaram ao presidente da Republica sobre a necessidade de promover a estabilidade e a resolução da crise política.

“Nós solicitamos ao Presidente da República para ajudar ao governo na resolução do problema que opõe os sindicatos do sectores da saúde e da educação ao executivo, pedindo mais paciência e ponderação aos profissionais destas áreas”.

Disse compreender as dificuldades que cada um enfrenta na sua área de trabalho, mas deve haver contenção e prudência devido a situação actual do país e sobretudo devido aos relatos sérios duma grave crise ao nível do Ministério da Saúde, nos hospitais públicos e Centros de saúde.

Pequeno acrescenta que há o risco da situação nos hospitais se transformar numa crise humanitária se não for encontrada uma solução, o mais rápido possível.

Ovídeo Pequeno disse que a comunidade Internacional continua a defender a via do diálogo para resolver a crise que afecta o funcionamento das instituições e em particular a Assembleia Nacional Popular e que ela deve ser resolvida pelos actores políticos guineenses.

Nesse encontro participaram, os Representes residentes da União Africana (UA), da Comunidades Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), do Gabinete Integrado das Nações Unidas para Consolidação da Paz na Guiné-Bissau (UNIOGBIS) e da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). ANG/LPG/ÂC/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw