Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quarta, 19 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Auscultação presidencial/ Partidos com assento parlamentar pedem eleições legislativas antecipadas

2016-05-10

(ANG) – Os partidos políticos com assento parlamentar exortaram hoje ao Presidente da República no sentido convocar eleições legislativas com vista a resolução da crise política vigente no país.



A intenção dos partidos políticos com assento parlamentar foi manifestada durante a sessão de auscultação promovida pelo Presidente da República com vista a encontrar uma saída para a crise política que se vive na Guiné-Bissau. A saída da audiência com o chefe de Estado, o Presidente do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde(PAIGC), Domingos Simões Pereira disse que exortou ao José Mário Vaz para a dissolução da Assembleia Nacional Popular(ANP) e a transformação do actual executivo em governo de gestão e a convocação da eleição legislativa por forma a desbloquear a situação da crise na (ANP).

Segundo Domingos Simões Pereira, o PAIGC nunca teve dúvidas de que a única razão da crise era e é porque o Presidente da República quer governar e concentrar todo o poder e competências das outras instituições da República nas suas mãos.

Por sua vez, o porta-voz do Partido da Renovação Social(PRS), Victor Pereira disse que a sua formação política apoiaria todas as decisões que forem tomadas em função do interesse do país e do povo guineense.

Segundo o líder do Partido da Convergência Democrática(PCD), Vicente Fernandes, face a esta situação de ausência de compreensão na ANP, as soluções passam pela demissão do governo, dissolucao do parlamento e convocacao de eleiçoes legislativas antecipadas.

“No nosso ponto de vista, a melhor solução é dissolver a ANP e devolver ao povo o poder de escolher os seus dignos representantes, porque a demissão do governo não resolverá o problema, porque manter-se-á na ANP a desordem que tem persistido”, referiu.

Para o Presidente do Partido da Nova Democracia(PND) Iaia Djaló o Presidente da República deve usar das suas prerrogativas e fazer respeitar a Constituição e as leis e desbloquear o país o mais rapidamente possível.

Iaia Djaló referiu que o actual governo não tem um Orçamento Geral de Estado, não tem um Programa de governação e a sua legitimidade ainda não é plena.

“Tem que haver respeito pelas leis, pois as leis da República são claras quanto a isso. É por isso que na democracia temos as instituições e os poderes do Estado bem definidos”, defendeu.

No entanto, disse que não é oportuno dissolver a Assembleia Nacional Popular. Defendeu a distituicao dos deputados, “porque eles é que estao a bloquear a ANP”.

Por sua vez, o líder da União para Mudança, Agnelo Regal, referiu que a solução da crise seria a convocação das eleições legislativas antecipadas devolvendo o mandato ao povo para que decida quem deve ter a maioria para dirigir o país. ANG/FGS/ÂC/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw