Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Segunda, 10 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Crise política/ Ramos Horta elogia posição da FA,s guineense

2016-05-11

(ANG) - O ex-representante do Secretário-geral das Nações Unidas na Guiné-Bissau, José Ramos Horta elogiou terça-feira as Forças Armadas guineenses pela sua posicao de neutralidade em relaçâo à crise política vigente no pais.



“Durante as situações de crise política que se verifica na Guiné-Bissau os militares estão sempre firmes e serenos nas suas posições, creio que eles continuam com o mesmo procedimento”, disejou Horta segundo a Radio ONU citada pela Sol Mansi.

Horta aconselhou as forças armadas da Guiné-Bissau à não se deixarem levar pelas influências dos políticos, e sublinhou que a crise vigente no país é uma situação que deve ser debatida numa sessão de três a cinco dias entre todos os politicos e "não apenas por algumas horas".

O ex-representante do Secretário-geral da Nações Unidas para a Guiné-Bissau acrescentou que no referido encontro devem participar tambem os parceiros internaconais de forma a contribuirem com suas ideias no que concerne a solução para saída da crise política.

“A Guiné-Bissau deve pensar na economia do país. Assim sendo, a opção deve ser diologar para encontrar um caminho que possa conduzir a normalidade”, aconselhou Ramos Horta.

Jose Ramos Horta foi nomeado em 2013, representante do Secretário- geral das Naçoes Unidas para Guiné-Bissau, tendo na altura contribuido para ultrapassar as divergência que se verificaram depois do Golpe de Estado de 12 de Abril de 2012.

ANG/AALS/JAM


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw