Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Sexta, 16 de Novembro de 2018
Todas as categorias
Internacional
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Cimeira Humanitaria/ ONU lamenta ausência de países ricos

2016-05-26

(ANG)- O Secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, disse quarta-feira que está decepcionado com os líderes do G7 pela ausência na cimeira Humanitária da ONU, que durante dois dias apreciou a situação global.



Ban Ki-moon disse que são necessários 25 milhões de euros para prestar ajuda a mais de 130 milhões de pessoas em todo o mundo. “Estamos numa situação de grande aflição, que exige dos principais líderes mundiais empenho total para se prestar a ajuda necessária a milhões de pessoas em vários pontos do mundo”, disse Ban Ki-moon.

Do grupo de países mais industrializados, o designado G7, apenas a chanceler alemã Angela Merkel marcou presença na cimeira humanitária da ONU. O Secretário-geral das Nações felicitou Merke pelo sentido de Estado e empenho na solução das grandes questões mundiais. Organizações internacionais que participaram na cimeira denunciam a violação sistemática das leis humanitárias, incluindo a Convenção de Genebra.

Uma alta responsável da Cruz Vermelha Internacional, Julie Hall, disse que a falta de empenho dos líderes mundiais demonstra a lacuna entre a ajuda de emergência e o desenvolvimento humano, o que torna urgente encontrar um entendimento entre os políticos e os principais países no esforço da assistência às pessoas necessitadas, principalmente das zonas em conflito.

As Nações Unidas estão a trabalhar em várias frentes com refugiados e deslocados de guerra, segundo Ban Ki-moon, mas o seu impacto praticamente é inexistente em virtude da falta de recursos suficientes para ajudar as pessoas.

Ele pediu aos líderes mundiais para se empenharem na causa humanitária para facilitar a recuperação de milhões de pessoas. “Em África, milhões dependem da ajuda de emergência”, disse Ban Ki-moon. ANG/JA


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw