Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Sábado, 17 de Novembro de 2018
Todas as categorias
Internacional
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Costa do Marfim/ Supremo Tribunal considera definitiva condenação de Simone Gbagbo

2016-05-27

(ANG) - O Supremo Tribunal da Costa do Marfim rejeitou esta quinta-feira, em Addis Abeba, o recurso de cassação de Simone Gbagbo, determinando assim a sua condenação definitiva à 20 anos de prisão por atentado a segurança do Estado, anunciou um dos seus advogados, citados pela AFP.



"O Supremo Tribunal rejeitou quinta-feira, o nosso recurso", afirmou Rodrigue Dadjé, criticando uma "decisão política" e considerando tratar-se de ''argumentos jurídicos visando anular a condenação."

Simone Gbagbo, esposa do ex-presidente Laurent Gbagbo, actualmente incarcerada em Abidjan, foi condenada a 10 de Março de 2015 à 20 anos de prisão por "atentado a segurança do Estado", um veredicto duro porquanto duplica as decisões da Procuradoria Geral que havia solicitado 10 anos de prisão.

Simone foi julgado com 78 co-réus pelo seu envolvimento na crise causada pela recusa do ex-presidente Laurent Gbagbo de reconhecer a vitória de Alassane Ouattara na eleição presidencial de Novembro de 2010.

A onda de violência que marcou a crise pós-eleitoral de 2010-2011 causou mais de três mil mortes em cinco meses.

Michel Gbagbo, filho do ex-presidente nascido de um primeiro casamento com uma francesa, havia sido condenado a cinco anos de prisão.

Por outro lado, Simone Gbagbo, cujo exposo Laurent Gbagbo, actualmente em julgamento em Haia pelo Tribunal Penal Internacional (TPI), comparecerá igualmente partir de 31 de Maio em Abidjan, perante um tribunal por crimes contra a humanidade durante a crise pós-eleitoral.

ANG/Angop


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw