Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Terça, 26 de Setembro de 2017
Todas as categorias
Economia
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Presidente da CECPLP elogia potencialidades agrícolas da Guiné-Bissau

2015-04-24

O Presidente da Confederação Empresarial da Comunidade das Países da Língua Portuguesa (CEPLP) elogiou a Guiné-Bissau pelas enormes potencialidades agrícolas de que dispõe.



Em declarações a imprensa Quinta-Feira a saída de audiência com o Presidente da República da Guiné-Bissau Salimo Abdula prometeu advogar nos seus países a favor de investimentos na Guiné-Bissau e promover as suas vantagens junto de organizações interessadas.

Explicou que a audiência com José Mário Vaz serviu de apresentação dos elementos da delegação de empresários da CPLP ao chefe de Estado e deu-lhe a conhecer as estruturas que compõe a organização, nomeadamente o seu Conselho Directivo e a Assembleia-geral.

Salino Abdula mostrou-se satisfeito com os conselhos recebidos de José Mário Vaz durante o encontro, porque, justificou, se tratam de aspectos que interessam o o sector privado lusófono, ou seja, o presidente manifestou a sua aposta no sector privado para o desenvolvimento e de que a CECPLP deve interagir de forma pragmática e activa.

"Por isso, estamos aqui no país para interagir com os colegas da Guiné, estabelecendo parcerias em sectores como o Turismo e serviços, mobiliário e, sobretudo, aviação”, frisou o Presidente da Confederação Empresarial da CPLP. Interrogado sobre a sua impressão em relação ao sector privado guineense, Salimo Abdula definiu-o como “embrionária”, a semelhança do dos outros países membros da organização, e salientou ter encontrado bons empresários e constatado projectos e empreendimentos encorajadores.

Recomendou aos jovens guineenses a optarem pelo empreendedorismo, a começar pela criação de “pequenas coisas” aos quais, com perspicácia, consistência, persistência e honestidade, certamente os tonara “grandes empresários e empregadores” no futuro na Guiné-Bissau. ANG/LPG/JAM


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw