Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quinta, 13 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Nomeação do Baciro Djá/ Veteranos da Luta de Libertação Nacional consideram-na “acto ilegal e inconstitucional”

2016-06-02

(ANG) - O Comité de Veteranos da Luta de Libertação Nacional considerou recentemente de ilegal e inconstitucional a nomeação de Baciro Djá como Primeiro-ministro da Guiné-Bissau pelo Presidente da Republica, José Mário Vaz.



A informação consta numa nota de imprensa à que a ANG teve acesso, na qual os veteranos exortam ao Presidente da República a exonerar o Djá do cargo e devolver o poder ao partido vencedor das eleições legislativas, neste caso concreto, o PAIGC.

O Comité dos Veteranos co ndena o acto de demissão do segundo governo “constitucional” liderado por Carlos Correia.

“Lamentamos o comportamento dos militares face a manifestação do pleno gozo dos direitos cívicos e políticos por parte das populações”, lê-se na nota.

Os veteranos afirmaram na nota que os militares responsáveis pela situação de ferimentos de certas pessoas durante a manifestação ocorrida recentemente a frente do Palácio da República são da Marinha Nacional e do Batalhão da Presidência da República, que alegam terem agido a mando do chefe de Estado Maior das Forças Armadas.

Segundo a referida nota à imprensa, os veteranos da Luta de Libertação Nacional apelam as forças de defesa e segurança para se absterem das questões políticas.

Os veteranos elogiaram os partidos políticos que se juntaram ao PAIGC na "luta pela democracia" em defesa dos "interesses da pátria de Amílcar Cabral e do povo da Guiné-Bissau" e encorajam aos membros do governo demitido a prosseguirem com a gestão do país.

Na nota os veteranos instam a comunidade internacional a acompanhar a crise que assola a Guiné-Bissau “e que bloqueia, por completo, a vida do povo guineense”.

ANG/AALS/JAM/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw