Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quarta, 14 de Novembro de 2018
Todas as categorias
Internacional
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Crise política/ CEDEAO nomeia delegação presidencial para avaliar a situação

2016-06-06

(ANG) - Os chefes de Estado e de governo da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) anunciaram, em comunicado, a criação de uma delegação presidencial para avaliar a crise política na Guiné-Bissau.



A delegação inclui os presidentes da Guiné-Conacri, Senegal e Serra Leoa e deverá "encontrar-se com as partes interessadas na crise política da Guiné-Bissau, a fim de avaliar melhor a situação no país", refere a organização.

A criação da delegação foi anunciada no comunicado final da 49.ª conferência de chefes de Estado e de governo da CEDEAO, realizada no sábado, em Dacar, capital do Senegal.

Os países da África Ocidental exprimiram "profunda preocupação com a persistência da crise na Guiné-Bissau", colocando "em risco a implementação dos compromissos assumidos pelos parceiros de desenvolvimento" no encontro de doadores de 2015.

Na altura, o governo da Guiné-Bissau apresentou um plano de desenvolvimento a cinco anos que recebeu promessas de apoio financeiro no valor de mil milhões de euros.

"A Conferência convida o Governo e a oposição para encontrarem soluções para todos os litígios, em conformidade com os procedimentos da Constituição", acrescentaram os participantes no comunicado final do encontro.

Os chefes de estado e de governo decidiram ainda prorrogar por um ano a missão da ECOMIB, força militar e policial de vários países da CEDEAO, estacionada na Guiné-Bissau desde o golpe de Estado de 2012, com o propósito de estabilizar o país.

Foi também decidido encetar contactos com a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) com vista à organização de uma reunião do Grupo Internacional de Contacto da Guiné-Bissau.

A conferência serviu para o novo presidente da comissão da CEDEAO (cargo rotativo) prestar juramento. Trata-se do Beninense Alain Marcel de Souza, ex-candidato presidencial naquele país e quadro do Banco Central da África Ocidental.

ANG/Lusa


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw