Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quinta, 23 de Novembro de 2017
Todas as categorias
Comunicações
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Media/ Novo Governo exonera directores da rádio e da televisão pública

2016-06-06

(ANG) - O Governo de Baciro Djá exonerou os directores da Rádio Difusão Nacional (RDN), Muniro Conte e da Televisão da Guiné-Bissau, Paula Silva Melo.



A decisão do novo executivo foi tomada na primeira reunião do Conselho de Ministros realizada no passado dia 3 de Junho, nas instalações do Ministério do Interior.

Para assumir a direcção da Rádio Nacional o governo nomeou o jornalista Abduramane Turé, enquanto que na Televisão da Guiné-Bissau (TGB), Paula Melo cede o lugar ao Francelino Cunha, jornalista da estação que já ocupou o cargo noutras ocasiões.

Os membros do anterior Governo, demitido a 12 de Maio pelo Presidente guineense, José Mário Vaz, mantêm-se no Palácio do Governo, em sinal de protesto contra a nomeação do novo Primeiro-ministro pelo chefe de Estado.

O novo Governo, liderado por Baciro Djá, criou, a propósito, uma comissão interministerial para negociar com os elementos do executivo demitido a sua saída de forma ordeira daquelas instalações.

A comissão é integrada por quatro ministros e dois secretários de Estado e é chefiada pelo titular da pasta da Energia, Florentino Mendes Pereira.

O Conselho de Ministros do novo Governo também decidiu pela centralização de todas as receitas do Estado no Ministério da Economia e Finanças.

Igualmente endereçou felicitações ao Presidente guineense, José Mário Vaz "pelo seu desempenho" na gestão da crise política o que culminou com a formação de um Governo "sustentado pela nova maioria parlamentar", lê-se ainda no comunicado.

Muniro Conté e Paula Melo haviam sido exonerados logo depois da primeira nomeação de Baciro Djá, em Setembro mas foram reconduzidos quando a nomeação de Baciro Djá fora declarada inconstitucional pelo Supremo Tribunal de Justiça.

ANG/Lusa


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw