Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Domingo, 17 de Dezembro de 2017
Todas as categorias
Desporto
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


CAN 2017/ Velhas glórias confiantes numa boa campanha dos “Djurtus”

2016-06-08

(ANG) – Os ex-futebolistas guineenses Caíto Teixeira e Armando Manhiça, mostraram-se confiantes hoje numa boa campanha dos “Djurtus” no próximo Campeonato Africano das Nações (CAN), a realizar-se em 2017, no Gabão.



Numa auscultação feita pela Agência de Noticias da Guine (ANG), o actual candidato ao cargo de presidente da Federação Nacional de Futebol (FNF) Carlos Alberto "Caíto" Teixeira, disse que é necessário ter uma boa organização na Federação, para que bons resultados possam aparecer durante o CAN.

Caíto Teixeira destacou que está-se no momento certo para todos os guineenses se orgulharem do trabalho feito pelos heróis nacionais de futebol.

O antigo jogador da Estrela Negra de Bissau realçou por outro lado que o sonho esperado há 40 anos transformou-se agora em realidade, e que resta somente a conjugação dos esforços, para que a turma nacional possa ter uma boa exibição no CAN.

Alertou aos políticos que, para conseguir resultados positivos no CAN, devem mostrar a maturidade política e tirar o país na situação em que actualmente se encontra.

Caso for eleito presidente da Federação Nacional de Futebol, Caíto promete fazer tudo para que a selecção nacional inicie os preparativos para o CAN à tempo porque, segundo disse, só com boa organização é que se consegue o pretendido.

Por seu turno, o ex-jogador e técnico da seleção nacional, Armando Manhiça, mostrou-se confiante nos atletas guineenses aos quais disse estarem com moral alta para dar os seus máximos durante o Campeonato Africano das Nações (CAN).

Manhiça apelou, por outro lado, as autoridades guineenses a assumirem as suas responsabilidades de criar condições à Selecção nacional porque considera que “ir ao CAN não é viajar de passeio ao Gabão. É ter uma selecção à altura de defrontar as que lá se encontram.

ANG/LLA/JAM/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw