Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Sábado, 21 de Outubro de 2017
Todas as categorias
Desporto
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Futebol/ Benfica qualifica de “exagero” fixação de 50 mil francos CFA para cada sessão de treino no Estádio “Lino Correia”

2016-06-27

(ANG) – O Sport Bissau e Benfica considera de exagero a fixação do montante de 50.000 FCA pelo Comité Executivo da Federação de Futebol (FFGB) para cada sessão de treino a realizar no Estádio Lino Correia.



Em declarações à Rádio Jovem (RJ), o Chefe do Departamento de Futebol das Águias de Bissau, Wilson Pereira vulgo “Peixe”, disse que aquela decisão está a prejudicar as crianças da Academia dos “encarnados”.

Acrescentou ainda que a medida colocou em causa os trabalhos que a Escola de Futebol “Geração Benfica” leva a cabo no país.

“Não vou apontar dedo a ninguém pelo acontecido, mas é um exagero cobrar 50.000 FCA à uma Academia de Futebol por cada sessão de treino realizado no Estádio Lino Correia”, criticou.

De acordo com Wilson Pereira, o clube negociou com o Diretor de Estádio Nacional 24 de Setembro, assim como do Lino Correia, e estes na altura acordaram em ceder o espaço à Academia sem nenhuma contrapartida.

“O Diretor do Estádio Lino Correia prometeu ir negociar junto da FFGB, a melhor forma de alugar o campo e no final dos trabalhos fomos surpreendidos com um circular segundo o qual, qualquer clube terá que pagar 50.000 FCA por cada treino”, revelou.

Wilson Pereira acrescentou, por outro lado, que nunca o seu clube queria que o Estádio seja concedido gratuitamente, mas que a Federação estipule um preço razoável que permita os clubes e a Academia a terem o acesso ao local.

Wilson Pereira realçou que perante a situação o atual Presidente dos encarnados Sérgio Marques, teve que colocar as crianças para treinarem em diferentes bairros da capital.

Contactado hoje pela ANG, para reagir sobre a situação, o 1º Vice-presidente da Federaçao de Futebol da Guiné-Bissau, Joaozinho Mendes confirmou a cobrança de cinquenta mil francos CFA por cada treino no recinto do Estádio Lino Correia por parte do Comité Executivo daquela instituição, acrescentando que a decisão não é de agora, tendo salientando que não vincula só ao Sport Bissau e Benfica, mas sim a todas as equipas que querem usar o recinto em causa para treinar.

“Em princípio, a medida visa angariar receitas para a manutencao do Estádio. Mas há situaçoes de excepçao em que não se cobra nada. Por exemplo, para os organizadores dos torneios sem fins lucrativos pelas diferentes associações no país, caso concreto do que está a ser preparado por uma senhora em homenagem ao futebolista camarones Roger Mila “ informou, Joaozinho Mendes.

O dirigente da Federaçao de Futebol lembrou que os tempos em que ocupava o cargo do Presidente do Sporting Club da Guiné-Bissau pagavam 10 mil francos CFA por cada treino, salientando que a receita sempre ficava para a manutenção do campo e não para a Federação.

ANG/LLA/MSC/JAM/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw