Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Terça, 26 de Setembro de 2017
Todas as categorias
Saúde
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Zika/ INASA capacita jornalistas em matéria de prevenção contra a doença

2016-07-05

(ANG) – Cerca de trinta jornalistas de diferentes órgãos de comunicação social público e privado do país beneficiaram hoje de uma acção de capacitação em matéria de origem, prevenção, formas de transmissão e sintomas da doença provocada pelo vírus Zika.



A formação com a duração de uma hora foi organizada pelo Instituto Nacional da Saúde Pública (INASA), através do seu Subcomité de Mobilização Social.

Ao presidir a abertura do acto, o Presidente do Instituto Nacional da Saúde Pública, Plácido Cardoso, afirmou que a formação enquadra-se no plano de contingência para a prevenção e controlo da doença no país.

Plácido Cardoso explicou que a referida formação acontece num momento em que poderá ter mais interesse, tendo em conta a evolução para a existência do diagnóstico de alguns casos de Zika na Guiné-Bissau.

“Mas como temos oportunidade de dizer que a Zika é uma doença que não tem alta letalidade porque em mais de 80 por cento ocorre de forma sintomático. Aliás mesmo os casos diagnosticados não quer dizer que as pessoas adoeceram. Foram para o hospital não por causa do sintoma do Zika, mas por causa de febres diagnosticados como paludismo”, explicou.

“As referidas actividades de investigação vão continuar não só para o vírus Zika mas também para outras patologias mesmo as que fazem parte do nosso perfil epidemiológico e de notificação obrigatória para permitir reconhecer a real situação epidemiológica do país”, informou.

Recentemente três casos de pessoas contaminadas com vírus Zika foram registados na ilha de Bubaque.

O vírus Zika é contraído através da picada de um mosquito infectado do gênero Aedes, principalmente Aedes aegypti, em regiões tropicais. É o mesmo mosquito qu transmite a dengue, chikungunya e febre-amarela.

Apos a picada, os primeiros sinais da doenca comecam sete dias depois , periodo em que o virus fica incubado. O contaminado comeca a sentir febre e algumas dores no corpo E dois ou três dias depois aparecem as manchas vermelhas na pele e no olho.ANG/ÂC/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw