Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quinta, 23 de Novembro de 2017
Todas as categorias
Comunicações
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


RDN/ Sindicato de trabalhadores denuncia “violação da liberdade de imprensa e censura de notícias " na estação

2016-07-08

(ANG) – O Sindicato de Base da Rádio Difusão Nacional (RDN);considerou de “acto de violação da liberdade de imprensa” a decisão do Director- geral, daquela estação emissora Abduramane Turé, de proibir certos programas bem como de estar, frequentemente a censurar notícias.



Em conferência de imprensa realizada hoje, na qual os trabalhadores da RDN manifestaram os seus descontentamentos relativamente ao comportamento do novo Director-geral da emissora estatal, o porta-voz do sindicato, Emerson Gomes Correia disse que, se a situação prevalecer os trabalhadores serão obrigados a paralisar por completo as emissões .

Emerson Correia frisou que tudo começou com a nomeação de Abduramane Turé, que de imediato suspendeu o programa de debates semanal denominado “Cartas na Mesa” , que era animado pelo jornalista Ricardo Semedo, sem fundamentos que convencem aos trabalhadores.

“Depois disso, o Sindicato entabulou contactos com o Diretor-geral que alegou que o formato do programa em causa devia ser alterado e para isso devia se arranjar novos comentadores para reforçarem o painel de convidados ” explicou.

O porta-voz do Sindicato dos funcionários da RDN, adiantou ainda que há também outro problema que tem a ver com a c obertura jornalística sobre as actividades levadas a cabo pelos ex-membros do governo demitido, em relação aos quais todas as informações eram censuradas.

Émerson Gomes sustentou que a liberdade de expressão é um direito que assiste à qualquer cidadão, salientando que não manifestaram nenhuma objeção na altura porque estavam a espera do momento certo para o fazer.

“ O que agravou mais a situação foi a cobertura jornalística feita quinta-feira, dia 7 do corrente, da conferência de imprensa realizada pelo Presidente do PAIGC, sobre a situação do resgate financeiro dos Bancos e a suspensão do apoio ao país por parte do FMI .O Diretor-geral ordenou que a referida notícia não fosse divulgada”, informou o porta-voz do Sindicato da RDN.

De acordo com aquele jornalista, a RDN enquanto órgão público de informação, com a missão de informar, formar e sensibilizar a opinião pública, não deve caminhar nessa via para não estar a violar os direitos fundamentais dos cidadãos.

Émerson Gomes disse que o Sindicato de base vai zelar pelo funcionamento regular daquela casa e em defesa dos interesses dos funcionários e que nunca pactuará com situações que agora se verificam na RDN.

Abordado sobre a exoneração do corpo redatorial da RDN, Émerson Gomes disse ser da competência da direção, mas assegura que o sindicato esta firme na defesa dos interesses dos trabalhadores.

ANG/MSC/JAM/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw