Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quinta, 15 de Novembro de 2018
Todas as categorias
Internacional
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Futebol/ Portugal vence primeiro campeonato europeu de futebol com golo solitário do luso guineense, Éder

2016-07-11

(ANG) – A seleção portuguesa de futebol conquistou no Domingo o seu primeiro campeonato europeu de futebol ao derrotar a equipa anfitriã, a França por uma bola à zero, graças ao tento solitário do luso guineense, Éder, aos 109 minutos do prolongamento.



“Posse de bola para Portugal, vai Éder vai Éder, chutou e goooolo, goooolo, goooolo. É,É,É,É,É, Édeeeer”, foi assim que os locutores portugueses da RDP, Nuno Matos e Alexandre Afonso gritaram o golo de Portugal frente â França no Estádio Saint Dennis, em Paris.

O selecionar português Fernando Santos afirmou à imprensa no final do jogo que antes de entrar em campo, o avançado Éder que milita no Lile de França prometeu que ia marcar.

“Acho que a aposta foi correta e quando lhe chamei ele proferiu uma frase fantástica. Mister vou fazer o golo”, explicou.

Fernando Santos sublinhou que o “patinho feio", tornou-se bonito em alusão a contestação, por parte de alguns portugueses, da chamada de Éder para a seleção portuguesa.

“Dedico esta vitória aos portugueses que nos apoiaram e que fez com que a seleção vem crescendo até conseguirmos a vitória”, elogiou.

Sem Cristiano Ronaldo, que abandonou o terreno de jogo em lágrimas após lance dividido com o francês Payet, aos 8 minutos da partida, o conjunto luso encarrou a partida com muita entrega, solidariedade e organização.

Com o passar do tempo, a confiança foi aumentado e a entrada de Éder, aos 79 minutos para o lugar de Renato Sanches, revelou-se determinante, não só porque marcou o golo decisivo mas também pela forma como prendeu a dupla de centrais gaulesa Umtiti e Koscielny que permaneceram na defensiva sem poder subir no terreno.

O capitão da selecção portuguesa Cristiano Ronaldo, que não obstante ter abandonado muito cedo a partida foi uma peça importante para motivar a equipa.

No final do jogo Ronaldo disse à imprensa que queria jogar e participar mais, mas não conseguiu.

“Levei uma porrada desde o princípio do jogo e depois tentei ligar o joelho para ver se conseguia dar a minha participação. Não consegui porque vi que o meu joelho estava a inchar e estava a correr o risco enorme e se continuava a jogar podia piorar”, explicou.

Segundo a RDP-Antena 1, o defesa central português Pepe, foi considerado o melhor jogador em campo e o médio ofensivo Renato Sanches foi eleito o melhor futebolista jovem do torneio.ANG/Lusa


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw