Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quinta, 15 de Novembro de 2018
Todas as categorias
Internacional
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


AFRICA/ "MAIS GLAMOUR NA AGRICULTURA PODERIA AJUDAR A TRAVAR MIGRAÇÃO", diz Obasanjo

2016-07-20

(ANG) - A solução para travar o êxodo de migrantes de África para a Europa é transformar a agricultura numa actividade “glamourosa”. A ideia é defendida pelo ex-presidente da Nigéria, Olusegun Obasanjo, que quer criar ídolos para os jovens entre os agricultores.



“O que é que um jovem homem quer? Ele quer as ‘luzes brilhantes’. E porque é que ele não pode ter essas luzes brilhantes e ser um agricultor? ” A pergunta é feita por Olusegun Obasanjo, o ex-presidente da Nigéria de 79 anos que diz que África tem que tornar “a agricultura atractiva” e “glamourosa”.

Em declarações à Reuters, Obasanjo defende a redistribuição de terras pelos jovens e o investimento numa indústria agrícola moderna como formas de travar a migração e proteger os países africanos da onda de radicalização levada a cabo por grupos terroristas e fundamentalistas como o Boko Haram.

Notando que a agricultura é vista como “uma condenação à pobreza”, o ex-presidente nigeriano sublinha que é necessário promover ídolos entre os agricultores que possam rivalizar com as estrelas de rap.

“As pessoas têm exemplos modelo no rap, nos cantores ou no entretenimento. E temos que os fazer dizer também: ‘Sim, posso ser agricultor e ter o glitz“, salienta Obasanjo.

Filho de um agricultor, Obasanjo critica a forma como os líderes europeus têm lidado com o problema da migração, considerando que se limitam a tentar “curar o sintoma, em vez de curar a doença”.

“A doença ou é resultado do conflito em África ou da pobreza e do desemprego dos jovens”, diz o atual presidente do Africa Food Prize, um prémio que reconhece inovações na agricultura do continente.

ANG/SV/ ZAP


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw