Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Sexta, 22 de Setembro de 2017
Todas as categorias
Regiões
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Desgraça/ Desabamento de edifício mata Quatro pessoas em Canchungo

2015-08-04

(ANG) - Quatro pessoas morreram entre os quais duas crianças, em resultado do desmoronamento de um prédio de cinco andares no Domingo, no sector de Canchungo, região de Cacheu norte da Guiné-Bissau.



Segundo a RDP-África no incidente apenas duas pessoas foram resgatadas com vida dos escombros pela equipa de socorro.

O edifício ainda em construção com rés do chão habitados ruiu parcialmente pouco depois das 18 horas e no topo do prédio encontravam muitas pessoas a acompanhar o jogo de futebol no Estádio "Saco Vaz", de Canchungo entre a equipa local e a Estrela Negra de Bolama.

O Administrador do sector de Canchungo, Pedro Mendes Pereira afirmou que as obras foram mal feitas e promete tirar as devidas responsabilidades.

"Pela primeira vez que cheguei a cidade de Canchungo, vi o estado em que se encontra o referido prédio e falei com os responsáveis administrativo do sector e eles confirmaram-me que as obra tinha sido aprovada ", explicou.

Mendes Pereira acrescentou que o edifício tem características de um anexo mal feito.

Disse que a operação de busca e salvamento vai continuar ainda hoje, apesar de haver poucas probabilidades de se encontrar mais pessoas com vida debaixo dos escombros.

O Governo da Guiné-Bissau já criou uma Célula de Crise, presidida pelo Secretario de Estado do Plano e Integração Regional, Degol Mendes para acompanhar a tragédia.

Em declarações à imprensa, Degol Mendes explicou que o referido gabinete visa agrupar todos os serviços do Estado para juntos coordenarem os esforços e tomar as medidas de apoios as vitimas.

"Prevemos apoios às famílias vitimadas com a derrocada do prédio e das pessoas que estão a trabalhar na remoção dos escombros e providenciar os mantimentos.

Igualmente nesse âmbito apelamos à todos as pessoas de livre vontade para irem dar sangue para eventuais casos de necessidade bem como apoios em combustíveis para o Hospital local.

ANG/ÂC/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw