Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quarta, 14 de Novembro de 2018
Todas as categorias
Internacional
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Angola/ Congresso do MPLA começa hoje

2016-08-17

(ANG) - O VII congresso ordinário do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) arranca hoje, em Luanda, e deverá confirmar a nova composição do Comité Central (CC), cuja lista é liderada pelo presidente do partido José Eduardo dos Santos.



Menos de 40 por cento dos actuais 311 membros do Comité Central do MPLA - órgão deliberativo máximo entre congressos - esperam ver a saída daquele órgão confirmada no congresso, número aquém do definido por José Eduardo dos Santos.

O líder do MPLA e presidente do país estipulou, numa reunião do CC em Novembro passado, que o processo de renovação da direcção interna seria na ordem dos 45 por cento dos "vários escalões previstos nos estatutos do partido".

Neste contexto, e tendo em conta os 311 membros do CC, seria necessária a saída de 140 elementos. Já a lista aprovada e a submeter a confirmação no congresso, que decorre até sábado, refere a saída de 115, mantendo-se grandes figuras históricas do partido, alguns dos quais ainda do período da guerra anticolonial.

Além de o número de saídas ter ficado abaixo do definido anteriormente, o CC passa a ter 363 membros, o que representa 167 novas entradas, fruto deste aumento.

Num momento em que persistem as dúvidas sobre a sucessão na liderança do partido e na candidatura do MPLA às eleições gerais de Agosto de 2017, destaca-se a estreia de dois dos filhos de José Eduardo dos Santos no CC.

José Filomeno dos Santos (conhecido como 'Zenú') chega a este órgão proposto pela estrutura da juventude do partido, a JMPLA, e Welwistchea dos Santos (conhecida como 'Tchizé') proposta pela estrutura feminina do partido, a Organização da Mulher Angolana (OMA).

José Filomeno dos Santos tem sido recorrentemente apontado como possível sucessor do pai no partido, mas descartou anteriormente objectivos políticos, assim como Isabel dos Santos, que em Junho foi nomeada pelo pai para a administração da petrolífera estatal Sonangol.

No poder há praticamente 37 anos, após a morte, em Setembro de 1979, do primeiro Presidente angolano, António Agostinho Neto, o líder do MPLA e chefe de Estado fez em Março o anúncio que desde logo condicionou o partido: "Em 2012, em eleições gerais, fui eleito Presidente da República e empossado para cumprir um mandato que nos termos da Constituição da República termina em 2017. Assim, eu tomei a decisão de deixar a vida política activa em 2018".

Como nenhuma outra candidatura apareceu até 14 de Julho, José Eduardo dos Santos volta a concorrer sozinho nas eleições a realizar neste congresso.

ANG/Inforpress/Lusa


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw