Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Terça, 18 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Politica/ “José Eduardo dos Santos pode ser um factor positivo junto das entidades políticas da Guiné-Bissau”, diz Presidente do PAIGC

2016-08-26

(ANG) - O líder da Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), Domingos Simões Pereira, considerou o presidente do MPLA, José Eduardo dos Santos, uma referência na promoção da unidade e coesão, o que, certamente, poderá ser um factor positivo junto das entidades políticas do seu país.



Simões Pereira, que foi convidado ao VII Congresso do MPLA, realizado de 17 a 20 deste mês, falava à imprensa, após ter sido recebido, em audiência, por José Eduardo dos Santos, quinta-feira, em Luanda.

Domingos Simões reconheceu que o momento que se vive na Guiné Bissau é uma situação que decorre de várias vicissitudes, tendo manifestado a convicção de que os actores políticos estão comprometidos em encontrar uma solução negociada da qual participem todas as forças políticas activas do país.

"Apesar da situação ser difícil, com diálogo tudo pode se ultrapassar, pois, o presidente do MPLA, José Eduardo dos Santos, recomendou diálogo, respeito pelos órgãos de soberania, pelas instituições", referiu o responsável do PAIGC.

"Devemos ser capazes de encontrar entendimento que permita ultrapassar as dificuldades no nosso país", sublinhou Simões Pereira, defendendo que o entendimento deve ser entre os próprios guineenses.

Reconheceu, contudo, que o período de instabilidade que vive o seu país já é longo, sendo, em algumas situações, necessário a contribuição de países irmãos ou amigos que queiram partilhar a sua experiência para ajudar a recuperar a confiança, que, de alguma forma, está perdida entre os actores políticos na Guiné Bissau.

ANG/ANGOP


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw