Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Sexta, 24 de Novembro de 2017
Todas as categorias
Sociedade
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Fundação WestÁfrica/ Representante em Bissau nega suposta ilegalidade da organização

2016-10-03

(ANG) - O representante da Fundação WestAfrica na Guiné-Bissau, Califa Soares Cassama, considerou falsa a notícia da DW-ÀFRICA sobre a suposta ilegalidade da Fundação e exige a reposição imediata da verdade .



"Há muita inverdade naquela notícia", considera Soares Cassamá.

A emissora alemã noticiou na Terça-feira, 27.09, que a Fundação,apresentanda às autoridades guineenses a 26 de Agosto não foi legalizada e está ligada a pessoas procuradas pela justiça alemã, alegadamente por suspeitas de vários crimes na Alemanha.

Em reacção à notícia, Califa Soares Cassama, apresenta um documento escrito em alemão em como a organização foi registada a 15 de Setembro na Alemanha, e também os seus estatutos.

De acordo com Cassamá, a notícia “não passa de uma mentira montada para degrinir a imagem de gente séria, honesta e responsável, que quer ajudar o país”.

"Foi tudo menos uma notícia. Não observou as regras básicas para elaboração de uma notícia e avança com falsos dados que não correspondem à verdade, sem uma investigação prévia. Por exemplo, o cheque entregue publicamente em Bissau não é de 350 mil euros, mas sim 50 mil", disse Cassamá que exigiu que a DW tenha a ousadia de refazer a notícia na base de factos verdadeiros.

Ainda segundo Califa Cassamá, antigo correspondente da RDP-ÁFRICA em Bissau e ex Director da Rádio Difusão Nacional do país, a Fundação vai entrar com um processo judicial contra o órgão alemão, na Alemanha,para exigir a reposição da verdade.

Uma fonte da Rádio Internacional de Alemanha disse à Rádio Jovem que o órgão tem provas bastantes que espera apresentar na Justiça se for caso disso.

A fonte confirma ainda que a DW apenas recebeu uma carta da Fundação WestAfrica na qual pede a Rádio que retirasse a notícia da sua página na Internet.

ANG/Rádio Jovem


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw