Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quarta, 12 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Crise Politica/ Presidencia da República considera “calunioso e ofensivo” o comunicado do chefe do governo à nação

2015-08-10

(ANG) – O Gabinete de Comunicação da Presidência da República considerou, no passado dia 07 do corrente de “descortês, calunioso e ofensivo” para o chefe de Estado. o teor do comunicado, à nação, do Primeiro-Ministro.



O documento a que ANG teve acesso, assinado pelo Porta-Voz do Presidente da República Fernando Mendonça afirma que isso demonstra a existência de uma grave crise política e vem agravar ainda mais o já por si “frágil clima” de relacionamento entre os dois órgãos de soberania.

A Presidência da República disse na nota que tomou conhecimento, com surpresa e estupefacção, da comunicação do senhor Primeiro-Ministro à nação, difundida no dia 06 do mês em curso, pelos órgãos da comunicação social, numa altura em que o Presidente da República procedia a uma auscultação aos actores sociopolíticos sobre a actual situação política do país.

A nota lamenta profundamente que, numa altura em que o momento exige maior serenidade e ponderação na busca de soluções que melhor acautelem a imperiosa necessidade de preservação do clima de paz social, tenham surgindo vozes e posicionamentos no sentido de criar ruído e perturbar ainda mais este processo de extrema delicadeza.

“ A Presidência da República abstém-se, por ora, de comentar as declarações do Presidente da Assembleia Nacional Popular, na medida em que, nos termos dos estatutos dos deputados, ele é responsável pelas suas palavras no exercício das suas funções”, afirma a carta.

O documento afirma que José Mário Vaz enquanto primeiro Magistrado da Nação, garante a todos os guineenses e a comunidade internacional de que está empenhado na procura de soluções, dentro de quadro e no limite das suas competências constitucionais, que melhor se adaptem à situação atual, no intuito de salvaguardar os superiores interesses das instituições da República.

Por fim a Presidência da República apela a todos os cidadãos a manterem a calma e a serenidade até estarem na posse de todas as informações para melhor poderem ajuizar.

ANG/FGS


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw