Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quarta, 19 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Polémica sobre figura de PM/ UM afirma que “se chegou ao consenso sobre um nome” em Conacri

2016-10-21

(ANG) – O Partido “União para a Mudança” defende que “se chegou à um consenso sobre um nome”, entre os propostos pelo Presidente José Mário Vaz, para desempenhar o cargo do Primeiro-ministro do futuro governo inclusivo e de consenso.



Durante uma conferência de imprensa convocada hoje para o efeito, o seu Presidente, Agnelo Regala, disse que o referido “consenso” não constou no Acordo, nem no Comunicado Final do encontro de Conacri, “por uma questão de soberania”.

“O referido nome deveria ser apresentado, em primeiro lugar, ao Presidente da República da Guiné-Bissau, que por sua vez, procederia a sua divulgação” declara o político.

Como fundamento, o Presidente da União para a Mudança afirma que o mediador da crise política no país indigitado pela CEDEAO, o Presidente da Guiné-Conacri, Alpha Condé, terá declarado na plenária em que foi assinado o “Acordo de Conacri”, que “tinha sido alcançado um consenso sobre o nome do novo Primeiro-ministro”.

Segundo Agnelo Regala, Alpha Condé “ deveria transmitir esse nome de consenso, em primeira mão, ao Presidente da República da Guiné-Bissau, a margem da Cimeira da União Africana”, que se realizou na semana passada em Togo, para que José Mário Vaz, por sua vez, pudesse o divulgar em seguida.

Perante aquilo que este líder político chama de “aprofundamento da crise política, cuja repercussão se faz sentir a nível social, com a degradação constante das condições de vida das populações”, a União para a Mudança convida aos actores políticos e sociais a assumirem as suas rresponsabilidades na procura de uma solução em prol do país.

Por fim, o Presidente da União para a Mudança (UM), Agnelo Regala agradeceu à Comunidade Internacional e ao mediador da CEDEAO, o Presidente Alpha Condé, pelo “papel desempenhado em prol da paz e da estabilidade na Guiné-Bissau”.

Uma delegação da União Para a Mudança chefiada pelo seu líder Agnelo Regala tomou parte na reunião de Conacry, promovida por Alpha Condé.

ANG/QC/


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw