Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Terça, 18 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Política/ “O Presidente da República é o fulcro da crise que se vive no país”, acusa Nuno Nabian

2016-10-31

(ANG) - O líder da Assembleia do Povo Unido – Partido Democrático da Guiné-Bissau (APU-PDGB) acusou o Presidente da República de ser o principal responsável pelo impasse político que paralisa o país há mais de um ano.



Nuno Gomes Nabian que falava no último fim-de-semana na tabanca de Tchokmon, no sector de Bula, zona norte afirmou que José Mário Vaz criou o problema de forma desnecessária e para satisfazer seus interesses pessoais.

Adiantou que decidiu representar a voz do povo e convidar as outras formações políticas e a população em geral para protestarem contra esses “abusos e má governação”.

O político apontou a dissolução do parlamento e organização de novas eleições legislativas como a única solução para a crise, ao mesmo tempo que propõe a criação de uma Comissão Ad-Doc para melhorar a Constituição da Republica e a Lei eleitoral.

Nuno Nabian afirmou ainda que a população guineense anda a procura de alternativas para uma boa governação e deu exemplo dos populares da tabanca de Tchokmon que antes eram, quase na sua maioria, do Partido da Renovação Social (PRS), mas que agora optaram por militar-se na APU-PDGB.

O líder de APU-PDGB disse que a sua formação política completará dois anos de fundação em Novembro, mas que já tem uma forte aderência da população em todo o país.

O comício de Tchokmon foi marcado com a aderência ao partido de cerca de 500 pessoas.

ANG/JD/AC/JAM/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw