Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quarta, 19 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Crise política/ "Conselho do Estado apela bom senso em prol da paz no país", diz Victor Mandinga

2015-08-11

(ANG) - O deputado e membro do Estado, Victor Mandinga afirmou hoje que os membros deste orgao consultivo do Presidente da República apelaram o bom senso para que “haja a paz e estabilidade no país”.



Victor Mandinga proferiu estas palavras a saída da reunião do Conselho de Estado, que estava a analisar “essencialmente” a crise política que opõe o chefe do Estado, José Mário Vaz e o Primewiro-ministro, Domingos Simões Pereira.

“Todos os conselheiros de Estado deram a sua opinião positiva em prol da paz na Guiné-Bissau, onde se deve eleger em primeiro lugar o país, a Constituição da República, o diálogo acima de tudo. Penso que isto é o mais importante,” defendeu o antigo Presidente do Partido da Convergência Democrática.

Victor Mandinga, apelou ao Presidente da República a ser tolerante e agir com bom senso, independentemente de ter ou nao razao.

Por sua vez, Luis Oliveira Sanca, outro membro do Conselho de Estado, disse que as divulgaçoes públicas de assuntos do Estado, provocaram danos graves ao país.

Aquele veterano e combatente de liberdade de pátria, disse que o Presidente da República, uma vez ouvido o Conselho de Estado, “cabe-lhe agora assumir as suas responsabilidades, enquanto o primeiro magistrado da naçao.”

Entretanto, a saída do referido encontro, nem o Presidente do Parlamento guineense, Cipriano Cassama, nem o Primeiro-ministro, Domingos Simões Pereira, deram quaisquer declarações a imprensa, apesar de terem saído soridentes.

Segundo uma fonte junto da Presidência da República ouvida pela ANG, até amanhã José Mário Vaz deverá fazer uma comunicação ao país sobre esta crise política, em consequência do sucessivos desentendimentos entre os titulares de orgaos da soberania sobre a gestão do país.

ANG/QC/ÂC


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw