Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quinta, 15 de Novembro de 2018
Todas as categorias
Internacional
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Gâmbia/ Oposição unida à volta de Barrow na corrida contra Yahya Jammeh

2016-11-03

(ANG) A oposição gambiana escolheu, em Banjul, um candidato único às eleições presidenciais de Dezembro para defrontar o Chefe de Estado cessante, Yahya Jammeh, que concorre para um quinto mandato, noticiou a agência de notícias France Press.



Adama Barrow, 51 anos, membro de direcção do Partido Democrático Unificado (UDP), principal força política da oposição, foi designado, no domingo, pelos delegados dos sete partidos da oposição reunidos em convenção em Banjul, para ser o candidato único às eleições presidenciais marcadas para 1º de Dezembro.

O empresário do sector imobiliário obteve 308 dos 467 votos durante a votação dos delegados dos diferentes partidos provenientes das sete regiões administrativas da Gâmbia.

Os restantes três candidatos, todos líderes de partidos da oposição, Hamat Bah, Halif Sallaf e Lami Bojang, partilharam o resto dos sufrágios.

“Pusemos as nossas diferenças de lado no interesse do país. Os gambianos estão cansados de 22 anos de má gestão do Presidente Yahya Jammeh, aos quais vamos pôr fim quando formos às urnas”, disse Adama Barrow após a sua designação no quadro político.

Adama Barrow, que defende a junção de forças entre os partidos da oposição “para salvar esse país da destruição”, qualificou de “ridícula” a decisão da Gâmbia de retirar-se do Tribunal Penal Internacional, alegadamente por este “perseguir os africanos, em particular os seus dirigentes.”

Adama Barrow, a seu jeito, tinha qualificado esta decisão de “ridícula”, considerando-a um gesto medroso do poder em perder à eleição de Dezembro.

“Eles sabem que as pessoas vão votar contra eles, devido ao incumprimento dos programas de governação”, declarou. “É por isso que tudo fazem para se proteger.”

A oposição gambiana anunciou a 15 de Outubro que apresentava um candidato único em Dezembro, numa rara manifestação de unidade contra Yahya Jammeh, colocando de lado “as suas divergências no interesse supremo da nação.”

Yahya Jammeh, 51 anos, dirige o pequeno país da África Ocidental há 22 anos e foi eleito em Fevereiro candidato do seu partido, a Aliança para a Reorientação e Construção Patriótica (APRC), às eleições presidenciais do próximo mês. Os seus apoiantes reconhecem que ele conseguiu concretizar boas políticas.

ANG/JA


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw