Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Terça, 26 de Setembro de 2017
Todas as categorias
Justiça
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Justiça/ Novos Juízes Desembargadores tomam posse

2015-08-12

(ANG) – O Presidente do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) investiu nas funçöes terça-feira, seis dos sete juízes de Direito promovidos à juízes desembargadores, para trabalharem no Tribunal da Relação.



No acto, Paulo Sanhá disse esperar que os empossados irão desempenhar as respectivas funções de reapreciação das decisões dos Tribunais da 1ª Instância de modo insuperável e com elevado espirito de serviço público, dedicação, perseverança, competência e entrega total à missão que lhes é incumbida.

Nos momentos conturbados, de acordo com Paulo Sanhá, o dever de preservar o prestígio da instituição judicial fica entregue aos juízes desembargadores, bem como ao corpo de oficiais de justiça e funcionários que têm o privilégio de servir o Tribunal da Relação.

Sanha reconheceu que o país se encontra num periodo que exige de juízes e magistrados em geral um espirito forte e uma coragem serena na salvaguarda dos valores individuais contra a erosão dos direitos que adensa a insegurança e as incertezas.

“A crise de confiança tem afectado de modo muito marcado a instituição jurídica, pondo em confronto a realidade e as percepções”, declarou o Presidente do Supremo Tribunal acrescentando que a perda de confiança tem como consequência o enfraquecimento da substancia da legitimidade real com danos irreparáveis para o Estado de Direito.

Em nome dos empossados, Àtila Ferreira disse que o acto vem reforçar a dinamização do Tribunal da Relação que dantes tinha apenas quatro juízes para as varas existentes na referida instituição jurídica.

“Agora o dinamismo vai ser maior, porque ao invés de quatro já somos sete juízes actuando nas diferentes varas do Tribunal da Relação”, afirmou.

Atila promete trabalhar de acordo com a própria consciência respeitando os outros poderes constitucionais fazendo justiça em nome do povo.

De salientar que duas juízas fazem parte dos empossados, mas só uma marcou a presença na cerimónia, e a outra faltou ao acto por motivos de viagem ao exterior do país.

ANG/FGS/ÂC/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw