Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quinta, 23 de Novembro de 2017
Todas as categorias
Comunicações
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Direito do Mar/ Guiné-Bissau admitida na Organizacão Internacional Marítima

2016-11-09

(ANG) – O Presidente do Conselho de Administração do Instituto Marítimo Portuário afirmou que a Guiné-Bissau foi reconhecida no passado dia 24 de Outubro como subscritora das Conveções da Organização Internacional Marítimo ao depositar quatro Convenções Marítimos ratificados recentemente junto aquela organização.



Em conferencia de imprensa realizada hoje, Jocias Forbs Teixeira informou que a ractificação das referidas Convenções Internacionais do mar pela Guiné-Bissau foi graças a uma “árdua luta’ iniciada desde 1997, altua em que produziu um relatório que submetiu ao governo alertando de que o país estava a ser isolado no que concerne ao sector marítimo.

“Dantes a Guiné-Bissau não faria parte de nenhuma Convenção do Direito do Mar, que lhe possa ajudar na protecção e preservação das suas águas territoriais”, disse.

Jocias Teixeira sublinhou que as quatro Convenções depositadas junto a Organização Internacional do Mar são a de Salvaguarda da Vida Humana no Mar(Solas), de Prevenção d Poluição denominada de (Marpol), do Treinamento e Certificação dos Oficiais do Mar(STCW).

Disse que ambos vao permitir o país dispor de uma escola internacional marítimo e a Convenção de Busca e Salvamento.

Aquele responsável afirmou que a última Convenção vai permitir a Guiné-Bissau entrar num Clube em que pode beneficiar de apoios de outros países em casos de acidentes marítimos de grandes envergaduras.

“Foi isso o objectivo da nossa confereência de imprensa para informar ao mundo e aos guineenses em geral de que a Guiné-Bissau já tem um outro rosto e imagem junto a comunidade internacional no que concerne ao sector marítimo”, esclareceu o Presidente do Conselho de Administração do Instituto Marítimo Portuário.

Jocias Forbs Teixeira frisou que, com a deposição das quatro Conveções a Guiné-Bissau estará na altura de encetar parcerias com qualquer país parte, no sentido de pedir apoios para colmatar as suas carências ligadas ao domínio marítimo.

“A Guiné-Bissau tem grande défice no sector de salvaguarda da vida humana no mar o que pode ser colmatado com essa integracão na Organização Internacional Marítimo”, explicou.

ANG/ÂC/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw