Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Sexta, 24 de Novembro de 2017
Todas as categorias
Sociedade
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Protestos/ “Proibição de manifestações no centro de Bissau é ato vergonhoso”,diz a Liga dos Direitos Humanos

2016-11-16

(ANG) - A Liga Guineense dos Direitos Humanos pediu terça-feira ao Governo a "revogação imediata" de uma proibição de manifestações junto ao Palácio da Presidência, em Bissau, que classificou como um "ato vergonhoso".



Em comunicado, a Liga considera a interdição uma "decisão inconstitucional e uma afronta" ao Estado de direito democrático.

Para a organização, o anúncio feito pelo ministro da Administração Territorial "é um ato vergonhoso" para um país que proclama ser democrático.

O Governo da Guiné-Bissau proibiu manifestações junto ao Palácio da Presidência contra o chefe de Estado, José Mário Vaz.

Um comunicado assinado pelo ministro da Administração Territorial, Sola Nquilin, dá conta da proibição de qualquer manifestação ou marcha na Praça dos Heróis Nacionais e no largo da Câmara Municipal de Bissau, ambos os locais nas imediações do Palácio da Presidência.

O ministro sustenta que a medida visa “garantir liberdade de circulação aos cidadãos que não adiram às manifestações”, que têm sido organizadas pelo Movimento de Cidadãos Conscientes e Inconformados contra a crise política que afeta o país há 15 meses.

O movimento, constituído na sua maioria por jovens, pretende que o Presidente guineense renuncie ao seu mandato por ser, alegadamente, o responsável pela crise política.

Lesmes Monteiro Torres Gemeos, porta-voz do movimento, disse à Lusa que os protestos vão continuar noutros lugares de Bissau.

ANG/Lusa


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw