Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Terça, 18 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Política/ PRS acusa PAIGC de tentativa de aliciar militares para subverter a ordem constitucional

2016-11-17

(ANG) – O Partido da Renovação Social (PRS), acusou quarta-feira o Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) de tentativa de aliciar os militares para subverterem a ordem constitucional.



Em comunicado lido à imprensa pelo porta-voz dos renovadores, Victor Pereira, o PRS responsabiliza o PAIGC de eventual consequência resultante da crise política.

O PRS na nota, acusou ainda o PAIGC de não aceitar outro nome a não ser o de Augusto Olivais para liderar o futuro executivo de inclusão, pondo assim em causa o Acordo de Conacri.

No comunicado, o PRS reafirma que “não houve consenso em Conacri, sobre a nomeação do Augusto Olivais para liderar o futuro governo, tal como disse a Presidente em Exercício da Conferência de Chefes de Estado da CEDEAO”.

Os renovadores acusaram ainda o PAIGC de provocar greves e marchas organizados através de movimentos da sociedade civil, financiados pelos fundos desviados no âmbito de resgate bancário e de procurar apoios de comunidade internacional através de “mentira e intriga”.

No documento, o maior partido da oposição nega existência de um acordo entre PRS, grupo dos 15 e a Presidência da República, que impede o regresso ao partido dos deputados expulsos do PAIGC.

ANG/LPG/ÂCSG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw