Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Segunda, 20 de Novembro de 2017
Todas as categorias
Regiões
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Empossados mais 11 administradores setoriais

2015-04-28

O ministro da Administração Interna (MAI) conferiu posse terça-feira à 11 administradores de sectores que ainda não haiam sido empossados dos 39 recentemene nomeados pelo governo.



Na ocasião, Octavio Inocência Alves disse esperar que esse acto marque o fim do ciclo de perturbações político militar vividas no país desde 1994 até a data presente que fez com que o país ainda não seja capaz de realizar uma única eleição autárquica.

Octávio Alves defendeu que o poder deve ser unicamente do estado sendo este quem deve comandar as outras entidades tradicionais e religiosas do país.

“É preciso que cada um se sinja no âmbito das suas atribuições e competências em concreto e não se imiscuir nas competências das outras entidades”, avisou.

O ministro afirmou ter conhecimento da existencia de alguns processos no Ministério Público e nos tribunais resultados de inspeções e auditorias feitas a gestão de alguns administradores de sectores e alguns governadores regionais.

Por isso, prometeu manter o controlo a todos os níveis sobre a forma como as pessoas utilizam o dinheiro público e como se relacionam com a população e com as questões do Estado.

Aquele responsável exortou aos empossados a exercerem as suas funções através do restrito cumprimento das leis baseados nos interesses das populações locais e não nos interesses alheios às razões das suas nomeações.

Por sua vez, o Secretário de Estado do Ordenamento e Administração do Território (SEOAT),Abu Camara chamou a atenção aos recém empossados sobre a necessidade de se entenderem com o governador local.

“Um administrador deve submeter se ao governador do seu sector e não a sua formação política”, disse Abu Camará.

O SEOAT enalteceu o engajamento do governo para o desenvolvimento das regiões através dos sectores do país, tendo referido que a escolha dos novos administradores foi rigorosa.

“Vamos acompanhar de perto o empenho de cada um dos administradores. Si por ventura um ou outro administrador não for capaz de trabalhar ao ritmo pretendido pelo governo , vamos pedir ao partido que vos indigitou para resolver a questão naturalmente”, esclareceu.

Os recem empossados vao exercer funçöes nos sectores de Boé, Pirada, Contuboel, Bijene-Ingoré, Komo, Bedanda Catió, Nhacra, Bula, Mansoa e Tite. ANG/FGS/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw