Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Terça, 18 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Homenagem/Fidel Castro/ Presidente da República considera líder cubano uma das figuras mais importantes do século XX

2016-11-28

(ANG) – O Presidente da República considerou hoje o Fidel Castro uma das figuras mais importantes do século XX, tendo afirmado que foi uma grande honra e prazer em ser um dos últimos Chefes de Estado que visitou o comandante e líder da revolução cubana.



José Mário Vaz proferiu estas afirmações depois de assinar o livro de condolência na Embaixada da Cuba em Bissau em homenagem ao falecido líder da revolução cubana Fidel Castro.

Disse que está a regar a planta que semeada por Fidel e Amílcar Cabral, tendo frisado que no encontro tido em Havana capital cubana no passado dia 30 de Setembro do ano em curso falaram muito sobre a vida de Cabral e da Guiné-Bissau.

“ O Presidente Castro disse-me que o seu país neste momento está a estudar uma planta que vai ajudar a Cuba e posteriormente outros países a saírem dessa situação difícil em termos de dieta alimentar.

É um homem que o mundo não esquecerá porque faz parte dos grandes homens que revolucionaram o universo pela positiva e para nós a sua figura é e será inesquecível “disse.

O Chefe de Estado disse que o agora defunto comandante Castro foi um homem de actualidade que fez tudo pelo seu país e seu povo e muito em especial para a Guiné-Bissau, tendo salientado que é uma grande tristeza e perda para o mundo, porque, Fidel Castro, apesar de estar na cadeira de rodas, ainda estudava horas por dia para saber como era a evolução das matérias - primas do mundo e o que é que Cuba deveria fazer para aproveitar estas oportunidades.

Por seu turno, o representante da União Africana na Guiné-Bissau, Ovídeo Pequeno também presente na cerimónia, disse que o facto de irem a embaixada de Cuba assinar o livro de condolências significa um respeito enorme à figura de Fidel Castro.

“ Da parte da organização que dirijo, reconhecemos os esforços que foram feitos por Cuba nos sectores da saúde e educação para ajudar os povos da África nas lutas contra as endemias, enviando médicos cubanos para nos apoiar e sem esquecer do papel desse país no processo da libertação dos povos africanos” lembrou.

O Presidente da Associação dos ex-estudantes da Guiné-Bissau em Cuba, Eusébio da Silva Pedreira disse que vão, em colaboração com a Embaixada Cubana, Brigada dos Médicos Cubanos e a Escola Fidel Castro, acompanhar as cerimónias fúnebres através de uma vigília e realização de várias actividades sobre a vida e obra de Fidel Castro.

ANG/MSC/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw