Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quinta, 13 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Política/ Signatários do Acordo de Conacri na Cimeira de Abuja

2016-12-16

(ANG) - As delegações do PAIGC, UM, PND e PCD deixaram Bissau quinta-feira com destino à Abuja, Nigéria, para participarem na Cimeira dos Chefes de Estado e de Governo da CEDEAO, cujo início está marcado para sexta-feira, dia 16.



Segundo a Rádio Jovem, no encontro de Abuja, o medianeiro da CEDEAO apresentará o relatório do resultado obtido em Conacri, com destaque para a figura escolhida ao cargo do Primeiro-ministro da Guiné-Bissau.

O líder do Partido da Nova Democracia(PND) afirmou que o Acordo de Conacri foi flagrantemente violado com a formação do governo de Umaru Sissoco Embalo. Iaia Djalo deixou esta afirmação à sua partida quinta-feira para Abuja e

adianta que os procedimentos que foram observados para a constituição do novo Governo não respeitaram certas justeza e transparência em relação ao que devia ser respeitado no acordo.

Iaia Djaló é um dos conselheiros do Presidente da República, que teve vários posicionamento convergentes com o chefe de Estado.

0 líder do PAIGC, Domingos Simões Pereira (DSP), disse que trabalharam o bastante para a obtenção de um acordo em Conacri, entretanto foi posto em causa pelo Presidente da Republica, em nomear Umaro Sissoco, como Primeiro-ministro da Guiné-Bissau.

Domingos Simões Pereira disse esperar que, o mediador da CEDEAO, partilhe com os seus pares e todos os signatários do acordo, o verdadeiro espirito e a letra daquilo que foi assinado em Conacri, e em consequência, ver se está a ser respeitado ou não.

Instado a falar sobre a inclusão de alguns dirigentes do PAIGC no novo Governo, Simões Pereira recorda que, o Comité Central do PAIGC já aprovou com maioria qualificada a não integração dos dirigentes do partido no Governo liderado por Umaro Sissoco, e que os militantes do PAIGC a que se referem votaram ao favor dessa resolução.

ANG/R.Jovem


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw