Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Terça, 21 de Novembro de 2017
Todas as categorias
Sociedade
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Prábis/ Empresa Fujian Shiahai doa prenda de Natal às crianças do sector

2016-12-27

(ANG) – A empresa chinesa Fujian Shiahai interessada na construção de um Porto de Pesca e um Hotel de sete estrelas na vila de Surú, sector de Prabis, região de Biombo, norte do país deu sábado prendas de Natal às crianças daquela localidade.



Na ocasião, o Presidente da referida empresa, Yan Macky endereçou votos de um bom Natal e ano novo próspero às crianças de Prabis, tendo salientado que o entrave para o início das obras está relacionado com a situação política guineense.

“Estamos sempre em sintonia com o governo chinês e da Guiné-Bissau para nos criarem as condições indispensáveis para que possamos iniciar os trabalhos do projecto Surú”, informou.

Yan Macky sublinhou que escolheram a Guiné-Bissau para implementação dos seus projectos porque o povo guineense é acolhedor, e por isso querem juntar-se aos seus para levar o país ao desenvolvimento.

O representante da empresa Fujian Shiahai na Guiné-Bissau, Fodé Djassi, salientou que o projecto Surú ainda continua de pé, acrescenta ndo que a concretização do investimento previsto não é uma tarefa fácil porque exige muitos passos sobretudo por se tratar de uma empresa estrangeira que pondera em investir o seu capital numa situação de instabilidade.

“Estou convicto de que até meados de Março de 2017 poderá ser lançada a primeira pedra para a construção das referidas infraestruturas”, prometeu Fodé Djassi.

Disse que da parte chinesa já existe toda a vontade e dinheiro suficiente para a implementação prática do projecto Surú, frisando contudo que ainda está a ser ultimada a parte de documentação, que compete as autoridades guineenes.

O administrador do sector de Prabis, Joãozinho Có manifestou o empenho das autoridades locais para a concretização do referido projecto, que devera empregar cerca de três mil funcionários.

ANG/ÂC/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw