Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Todas as categorias
Desporto
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Futebol/ Guineenses apelam recepção calorosa dos Djurtus

2017-01-24

(ANG) - Alguns guineenses sentem-se orgulhosos dos “Djurtus”, apesar da eliminação da equipa nacional no Campeonato Africano da Nações CAN 2017, e apelam uma recepção calorosa aos jogadores, alegando serem heróis nacionais.



Ouvidos hoje pela Agência de Notícias da Guiné- ANG, o comerciante Braima Mané, o condutor de transporte misto Tony Cá, Milena Sá Nogueira e Ana Rosa Benante elogiaram o empenho dos jogadores na competição.

O comerciante Braima Mané considerou de bom a participação, porque a “ nossa selecção é uma equipa que veio quase do nada e desputou bem todos os jogos com as selecções com mais experiência na competição”.

Em relação as derrotas nos jogos frente a equipa dos Camarões e Burquina Faso indicou a falta de ritmo competitivo dos jogadores e de experiência.

*Por exemplo, no jogo contra os Camarões em que a equipa nacional começou bem o jogo, mas na segunda parte o factor fraca competição contou mais*, referiu.

Contudo, Braima Mané manifestou a sua insatisfação por não alinharem o ex. Capitão da equipa nacional, Bucundji Cá, mas disse no entanto que não tenciona contrariar o trabalho da equipa técnica liderado por Baciro Cande.

O condutor de transporte misto, Tony Cá disse estar satisfeito com o empenho dos jogadores no CAN2017 apesar da eliminação na prova e sustenta ser a primeira vez que a equipa nacional participa na maior competição desportiva do continente africano.

“Encorajo os adeptos e aos guineenses no sentido de continuarem a apoiar a equipa a preparar melhor para o próximo campeonato de 2019”, disse.

Quanto as alegadas falhas cometidas pelo seleccionador nacional , Tony Cá disse que as pessoas devem agradecer o trabalho de Baciro Candé pela alegria que deu ao povo.

Milena Sá Nogueira disse estar orgulhosa pelo desempenho dos “Djurtus” e pela sua participação no campeonato Africano das Nações em curso no Gabão desde 14 de Janeiro até 05 de Fevereiro de 2017.

“A presença da selecção no CAN, para mim já é uma vitória, porque o hino nacional foi entuado três vezes e a bandeira foi também hasteada igualmente três vezes ao mais alto nível no continente”, afirmou Milena Nogueira.

Pediu aos guineenses para apoiarem a equipa nacional e não desistir porque fizeram tudo para ganhar os jogos que disputaram e não conseguiram.

Por sua vez, Ana Rosa Benante elogiou igualmente a participação da selecção nacional no CAN, apesar do seu afastamento da prova.

Acredita que os jogadores podem trazer mais alegria ao povo se continuarem a competir e participar nas grandes provas internacionais, pelo que merecem ser recebidos e apoiados por todos os guineenses.

ANG/LPG/ÂC/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw