Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quarta, 19 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


ANP/ Gabinete do Presidente assaltado por pessoas desconhecidas

2017-01-25

(ANG) – O gabinete do Presidente da Assembleia Nacional Popular (ANP) Cipriano Cassama, foi alvo de violação no último fim-de-semana por indivíduos não identificados, revelou hoje uma nota à imprensa daquela instituição.



Segundo a nota que não indica os prejuízos causados pelo alegado assalto, a Polícia Judiciária já está a investigar o caso.

O mesmo comunicado revela ainda que o referido assalto ocorreu logo depois do Ministério do Interior, ter mudado o corpo de segurança do Presidente da ANP.

“A ANP numa nota endereçada ao Ministro do Interior Botche Cande, reagiu demonstrando as ilegalidades em que ocorre as decisões de mudar o corpo de segurança do presidente da ANP que em fim se resume num crime de violação das instalações daquela Instituição, cuja inviolabilidade está previsto no Artigo 3, n 1, do Regimento da ANP”, lê-se no documento.

O documento refere ainda que relativamente ao violação do gabinete de Cipriano Cassama acontecido do dia 23 de janeiro”, a Direcção da ANP sob a orientação do seu Presidente pondera a possibilidade de dispensar o serviço de segurança fornecido pelo governo, até que sejam observadas as leis sobre a matéria.

De acordo com a mesma nota, a ANP sustenta que para a defesa do seu poder constitucional de autorregulação das suas instalações, reserva-se ao parlamento o direito de recorrer à todos os meios legais a sua disposição para estancar *esta flagrante violação das leis vigente no país, que integram um intencional plano para destorcer a ordem democrática instalada pelo povo guineense*.

A alegada violação terá ocorrido num feriado, e numa altura em que Cipriano Cassamá, numa delegação do seu partido, o PAIGC, se encontra no interior do pais, nas comemorações do dia dos Combatentes da Liberdade da Pátria, realizadas em Cassacá, Sul da Guiné-Bissau.

ANG/LLA/ÂC/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw