Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Terça, 18 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Política/ Partidos do “Fórum de Concertação Política” condenam alegada violação do gabinete do presidente da ANP

2017-01-26

(ANG) - Os partidos políticos membros do Fórum de Concertação Política dos Partidos Democráticos da Guiné-Bissau e na Diáspora/Portugal condenaram a alegada violação das instalações da Assembleia Nacional Popular (ANP), “roubo” e vandalização do gabinete de trabalho do seu Presidente, Cipriano Cassama.



Em comunicado à imprensa à que Agência de Notícias da Guiné- ANG teve acesso hoje, as referidas formações politicas, nomeadamente o PAIGC, PCD, UM, PUN, MP e PST responsabilizam o chefe de Estado guineense pelas consequências políticas e institucionais que poderão advir deste acto que consideram *vergonhoso e que visa desestabilizar e minar o supremo órgão do poder legislativo do Estado, bem como a integridade física do seu titular*.

Na nota responsabilizam criminalmente o Primeiro-ministro e ministro de Estado do Interior, respetivamente, pela alegada violação das instalações da ANP, e pelo roubo dos documentos e pela vandalização do gabinete do Presidente da ANP.

Por outro lado, conforme o documento, os partidos exigem o retorno imediato à procedência do corpo de segurança unilateralmente colocado pelo Ministro do Interior na sede da ANP por manifesta incapacidade de garantir a proteção das instalações do parlamento guineense.

Solicitaram ainda ao Ministério do Interior o cumprimento escrupuloso de uma das suas competências que consiste em garantir a proteção das instalações dos órgãos de soberania da República da Guiné-Bissau.

Os partidos integrantes desse forum apelam ao povo guineense, aos deputados do PAIGC, do PCD e da UM e aos militantes dos partidos membros do referido espaço à saírem em defesa da ANP e das suas instalações contra o alegado vandalismo do governo inconstitucional, ilegal e de iniciativa presidencial.

Pediram às forças de ECOMIB/CEDEAO instaladas na Guiné-Bissau para, em cumprimento da sua missão principal, garantir a proteção das instalações da ANP para que esta possa funcionar em condições de segurança, e para que seja exigido ao José Mário Vaz, o cumprimento escrupuloso do Acordo de Conacri nomeando, o Primeiro-ministro consensualmente escolhido pelas partes signatárias, na pessoa de Augusto Olivais e a formação de um governo de inclusão proporcional a representação dos partidos no parlamento guineense.

Ainda no comunicado as referidas formacoes politicas apelaram às autoridades políticas portuguesas e europeias, às organizações da sociedade civil de Portugal e da Europa e à comunidade internacional, em geral, para continuarem atentas com a evolução da situação política na República da Guiné-Bissau.

ANG/LPG/ÂC/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw