Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Sexta, 24 de Novembro de 2017
Todas as categorias
Ambiente
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


IBAP/ Guiné-Bissau relança processo de candidatura ao patrimônio mundial da UNESCO

2017-02-15

(ANG) – A Guiné-Bissau vai relançar o seu processo de candidatura ao Patrimônio Mundial da Organização das Nações Unidas para Educação Ciência e Cultura (UNESCO ).



De acordo com uma nota de imprensa do Instituto de Biodiversidade e das Áreas Protegidas (IBAP), a que a ANG teve acesso hoje a candidatura guineense a esta distinção mundial será remetida ao Comité de Património Mundial da Unesco até o ano 2020.

“Por isso será organizada de 16 a 19 do mês em curso um atelier na cidade de Bubaque sul do país com a participação dos membros de Comité de Pilotagem das instituições nacionais, internacionais e os representantes das comunidades locais”, lê-se na nota.

O comunicado informa ainda que durante o referido encontro serão apresentados, entre várias temáticas, a nova visão Estratégica da recandidatura, bem como o plano Estratégico do Desenvolvimento Regional de Bolama –Bijagós.

Na nota o IBAP refere que será a segunda tentativa da candidatura da Guiné-Bissau ao Património Mundial da Unesco, após o fracasso da primeira em 2012, motivado pela não observância de certos critérios de elegibilidade definidos pelo Comité do património mundial.

“Os participantes na reunião de Bubaque deverão proceder uma análise crítica sobre o dossier da anterior candidatura, apontando soluções para a melhoria, centralizando o debate na melhoria da gestão integrada da Reserva da Biosfera do Arquipélago de Bolama- Bijagós maximizando assim as experiências da organização “Mar de Wadden e da União Internacional para a Conservação da Natureza(UICN) e de outros parceiros estratégicos”, refere o comunicado.

A nota salienta que 4 sítios do país já foram distinguidas com a classificação de zonas húmidas de importância internacional no quadro da Convenção Ramsar, nomeadamente o Arquipélago dos Bijagós , Parque Natural de tarrafes do Rio Cacheu , Parque Nacional das Lagoas de Cufada e a Lagoa de Wendu Tcham.

ANG/MSC/ÂC/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw