Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Sexta, 16 de Novembro de 2018
Todas as categorias
Internacional
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Crise política/ Conselho de Segurança da ONU insta as partes a implementarem o Acordo de Conacri

2017-02-15

(ANG) – Os membros do Conselho de Segurança da ONU manifestaram a sua profunda preocupação com o impasse político no país e instaram as partes envolvidas a implementarem o Acordo de Conakry e do roteiro da CEDEAO para resolver a crise política na Guiné-Bissau.



Em comunicado de imprensa do Gabinete Integrado da Nações Unidas para Consolidação da Paz na Guiné-Bissau UNIOGBIS à que Agência de Notícias da Guiné -ANG teve acesso hoje, o Conselho defende a necessidade urgente de assegurar um diálogo inclusivo entre os principais actores nacionais para assegurar o funcionamento eficaz do Governo.

O conselho de Segurança congratulou-se com a não ingerência constante das forças de segurança, exortando todas as partes a absterem-se da retórica inflamatória e a tomarem as medidas adequadas para refrear a situação.

No comunicado, o conselho da Segurança convida as partes a cooperar para assegurar o funcionamento adequado da Assembleia Nacional Popular para aprovar reformas que considera importantes.

O Conselho insta as autoridades nacionais a agilizarem para revisão da Constituição da Guiné-Bissau

Entretanto, ainda no comunicado o Conselho de Segurança felicitou o compromisso da Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental CEDEAO, em particular a sua Missão de Segurança na Guiné-Bissau (ECOMIB) no reforço da estabilidade na Guiné-Bissau.

Incentivou a Organização a manter a presença do ECOMIB para além de Junho de 2017 e encorajou os parceiros internacionais a considerar a possibilidade de estenderem o seu apoio nesse sentido e congratulou-se com a iniciativa de enviar a missão de mediação da CEDEAO à Bissau.

O Conselho solicitou os doadores a envolverem-se e apoiarem um diálogo nacional inclusivo, tendo sublinhado a necessidade de haver um Governo funcional na Guiné-Bissau à trabalhar para recuperar a confiança dos parceiros de desenvolvimento, resolvendo o impasse político.

No comunicado os membros do Conselho de Segurança manifestaram as suas preocupações com os desafios colocados pela criminalidade organizada transnacional e outras ameaças emergentes, incluindo o tráfico de drogas, no país.

Manifestaram o seu apoio ao Representante Especial Modibo Touré e pediram-lhe que continuasse a trabalhar em estreita colaboração com todas as partes interessadas para a resolução da crise política na Guiné-Bissau, assim como seu apoio à recomendação do Secretário geral da ONU de estender o mandato do UNIOBIS por mais um ano.

ANG/LPG/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw