Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quarta, 22 de Novembro de 2017
Todas as categorias
Cooperação
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Zona Marítima Comum/ Senegal defende seus 85% de rendimentos com “ investimento feito”

2017-03-18

(ANG) – O Embaixador de Senegal defendeu quinta-feira em Bissau que o seu país devia obter 85 por ceno dos rendimentos contra 15% para Guiné-Bissau na futura exploração do petróleo na zona marítima comum, “dado ao investimento feito pelo Senegal”.



Estas declarações foram feitas pelo Embaixador Cheikh Tidiane Thiam no intervalo dos trabalhos entre as Comissões dos dois países relativa a revisão do Acordo sobre a Zona Marítima de Exploração Conjunta.

“Se não fosse o investimento feito pelo Senegal na zona em questão, estaríamos perante um Acordo de partilha de rendimentos, completamente desequilibrado”, disse Tidiane Thiam.

Contudo, assegurou que as autoridades de Dacar estão abertas para se alcançar um acordo que satisfaça os dois Estados e os respectivos povos.

A Guiné-Bissau tem um acordo com o Senegal no domínio das pescas e sobre o qual a partilha é de 50 por cento para cada parte.

Em relação ao rendimento da exploração de petróleo, o Acordo prevê neste momento 20 por cento para a Guiné-Bissau e 80 para o Senegal.

Na sua intervenção, o Chefe da Delegação da Guiné-Bissau, Apolinário de Carvalho, sem precisar os pontos em discussão, disse a imprensa que as sessões de trabalhos estão a “decorrer normalmente”, contudo, admite não esperar um Acordo durante esta ronda negocial entre Bissau e Dacar.

Hoje, sexta-feira, é o último dia desta ronda relativa a Zona Marítima de Exploração Conjunta entre os dois Estados.

O Acordo de Cooperação e Gestão da Zona Marítima Comum entre as Repúblicas da Guiné-Bissau e do Senegal foi assinado pelos chefes de Estado dos dois países em 1993 e dois anos depois foi criada a Agência para a Gestão e Exploração de recursos haliêuticos e minerais.

ANG/QC/JAM/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw