Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Sexta, 24 de Novembro de 2017
Todas as categorias
Sociedade
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Media/ Mulheres jornalistas preocupadas com atuação dos órgãos públicos de informação

2017-03-24

(ANG) – A Associação das Mulheres Profissionais da Comunicação Social (AMPROCS) manifestou quinta-feira a sua preocupação em relação a actuação dos órgãos de comunicação social públicos, principalmente a Rádio e Televisão, que nos últimos tempos, *têm, ostensivamente, violado a lei magna da República e da imprensa*.



A preocupação vem expressa em comunicado à imprensa enviada à ANG, no final da Jornada Nacional de Igualdade e Equidade de Género no sector da comunicação social na Guiné-Bissau que decorreu de 21 à 23 do corrente mês em Bissau, organizada pelo Instituto Marquês de Valle Flôr e financiada pela União Europeia.

Segundo o documento, a lei magna da Guiné-Bissau consagra o princípio da independência e de isenção dos órgãos da comunicação social.

A AMPROCS exige o cumprimento escrupuloso do preceituado na lei pondo imediatamente cobro a discriminação e exclusão nos órgãos de comunicação social privilegiando a pluralidade e a diversidade conforme estatuído pelas leis da República.

Apelou à atuação urgente e firme da instituição responsável pela fiscalização dos conteúdos da comunicação social, neste caso o Conselho Nacional de Comunicação Social (CNCS).

“Este órgão deve fazer uso das suas competências e atribuições que lhe são conferidas por lei pondo assim cobro a esta situação de injustiça flagrante e de ilegalidade em que incorrem os referidos órgãos de informação”, exortou a AMPROCS.

Incumbiu ainda o CNCS a zelar pela independência dos órgãos da comunicação social perante os poderes políticos e económicos, salvaguardando a possibilidade de expressão e confronto das diversas correntes de opiniões e providenciar pela isenção, rigor e objetividade da informação.

ANG/JD/ÂC/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw