Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Segunda, 17 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Presidência aberta/ PR pede união para desenvolver Guiné-Bissau

2017-04-03

(ANG) – O Presidente da República pediu, este fim-de-semana, a união interguineenses para que se possa desenvolver o país, em particular a cidade de Bolama.



José Mário Vaz fez essa exortação nesta ilha, de sul do país, durante um comício popular, nesta que é a terceira digressão às regiões, no ãmbito da “Presidência Aberta”.

“É lamentável ver o estado da degradação das infraestruturas em Bolama, mas com o esforço de todos, podemos mudar o estado das coisas”, acrescenta o Chefe de Estado.

“JOMAV” (seu nome comum), interragiu com os pupulares durante o seu discurso ao falar do seu “sonho” de ter uma Guiné-Bissau de Paz e estável, ter uma Administração Pública livre de corrupção e um intenso trabalho, com vista a desenvolver o país, onde elege a agricultura como a locumotiva da economia guineense.

“ Se tivermos a paz e estabilidade, gerirmos rigorosamente o dinheiro público e trabalharmor arduamente, desenvolviremos o país”, afirmou o Presidente da República para acrescentar que, se o mar da Guiné-Bissau fôr bem controlado (contra a pirataria dos navios estrangeiros), o país conhecerá o progesso.

Sem citar, José Mário Vaz declarou que “os que pensam que a Guiné-Bissau não vai avançar, estão engandos”, porque, segundo as suas palavras, confia no povo guineense e, em particular, no de Bolama.

Neste sentido, pede aos habitantes de Bolama a empeharem-se na pesca, no sentido de melhorar as condições das suas vidas.

Durante o encontro do Presidente da República com bolamenses, falaram em nome da população: o Secretário Administrativo Regional, Mário Fernandes, Aissatu Sane, em nome das mulhes e Flaviano Monteiro, no da juventude, e ambos foram unanimes em lamentar a situação de subdesenvovimento em que se encontra o sector sede da região do mesmo nome.

Também e a exmplo de outras localidades, antes da intervenção do Presidente da República, no acto, falaram os Ministros do Interior, Botche Candé, da Admistração Territorial, Sola na Bitchita e o seu Conselheiro Luís Oliveira Sanca (este, natural de Bolama).

Todos eles pediram a poppulação local para confiar no Presidente da República e no actual Governo, e no processo de desenvovimento do país.

Para além dos membros do governo e Conselheiros da Presidência da República, José Mário Vaz esteve acompanhado pela esposa, Maria Rosa Vaz, que fez doação de roupas e materiais sanitários aos hospitais de Bolama e Bubaque.

Igualmente em bubaque o Presidente da Republica fez, quase, o mesmo discurso, tendo, de novo, falado da necessidade de haver paz, tolerância zero à corrupçao e o amor ao trabalho.

ANG/QC/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw