Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quarta, 14 de Novembro de 2018
Todas as categorias
Internacional
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


EUA Base Síria atacada em resposta a ataque químico

2017-04-10

(ANG) - Os EUA lançaram, na madrugada desta sexta-feira, dezenas de mísseis de alta precisão contra a base de al-Shayrat, na Síria.



O presidente norte-americano, Donald Trump assumiu que se tratou de uma resposta ao ataque químico de há três dias.

O Pentágono confirmou que foram lançados pelo menos 59 mísseis de cruzeiro Tomahawk de navios de guerra no Mediterrâneo, visando a base aérea al-Shayrat, na província de Homs, de onde se pensa ter partido o ataque do início da semana com armas químicas.

O governador de Homs diz que a base atingida pelos Estados Unidos era utilizada para combater o Estado Islâmico (EI), o que pode pôr em causa a luta contra o terrorismo.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH, oposição), com sede em Londres, disse que o ataque matou quatro soldados, incluindo um general.

O governo russo já pediu uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU e condena o que define como uma agressão contra uma nação soberana, com base num pretexto inventado. Moscovo insiste que o exército sírio não usa armas químicas.

O presidente norte-americano Donald Trump tinha ameaçado na quinta-feira avançar isoladamente se as Nações Unidas não chegassem a um acordo para condenar o regime de Bashar al-Assad, o único responsável pelo ataque químico, acusou o presidente norte-americano.

ANG/ e-Global Notícias em Português


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw