Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Terça, 18 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Regresso de exilados/ Presidente da Liga dos Direitos Humanos afirma que reconciliação é saída para atual crise

2017-04-11

(ANG) – O Presidente da Liga Guineense dos Diretos Humanos(LGDH) defendeu hoje a necessidade de haver uma reconciliação séria para a saída da atual crise que se vive no país.



Augusto Mário da Silva que falava à imprensa após o encontro mantido com o movimento “Nô Riba Cassa” disse que existem vontade, interesse e disponibilidade por parte das autoridades competentes mas que só falta condições de segurança para o regresso dos políticos exilados.

Defendeu que deve haver um espaço de concertação social para buscar soluções dos problemas existentes, para que os culapados assumam as suas culpas e os lesados tenham a capacidade de perdoar.

Adiantou que o Estado, como entidade legislador deve ter o sentido de justiça, para compensar as vítimas de intervenções abusivas e ilegais.

Segundo o Presidente da LGDH, os guineenses que neste momento se encontram na diáspora estão com medo de regressar o país, devido a uma eventual perseguição à sua integridade física ou as suas vidas podem correr riscos.

Esclareceu que a maioria dos dirigentes em função conhecem o impacto da exílio político e espera que os mesmos não sejam obstáculos ao regresso de outrem e que reconheçam a solidariedade demostrada pelo povo no momento que eles também almejavam voltar a Guiné-Bissau.

Augusto Mário da Silva disse que o lugar ideal para um cidadão viver é no seu país, frisando que os que saíram ou abandonaram a Guiné-Bissau em circunstâncias políticas merecem solidariedade de todos para regressarem com tranquilidade.

“A LGDH apoia a solicitação do movimento “ Nô Riba Cassa” . É um sinal forte para a comunidade nacional e internacional, e demonstra os laços de solidariedade e confiança entre os guineenses,” afiançou.

ANG/JD/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw