Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quinta, 15 de Novembro de 2018
Todas as categorias
Internacional
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Parceria ONU / União Africana/ Anunciada estratégia conjunta sobre paz e segurança

2017-04-22

(ANG) - ONU e União Africana anunciaram na quarta-feira, na primeira Conferência Anual União Africana-Nações Unidas, o início de uma parceria estratégica sobre paz e segurança.



Esta parceria, definida pelo Secretário-Geral da ONU como um “marco na cooperação” entre a organização mundial e a entidade regional, foi criada porque ambas “partilham a visão de que paz e segurança, desenvolvimento sustentável, direitos humanos e boa governança precisam andar juntos”, afirmou António Guterres no encontro realizado na sede da ONU, em Nova Iorque .

O mundo, prosseguiu António Guterres, observa as mudanças no sector de segurança em África que obrigam à revisão das estratégias para se alcançar a paz.

Como exemplo, mencionou as operações da ONU e da União Africana na Somália, por meio da missão conjunta (Amisom), cujo trabalho “precisa de mais financiamento da comunidade internacional”.

António Guterres voltou a afirmar que “muito mais do que um continente com crises, África é um continente com enorme potencial”, citando pontos de interesse comum entre a ONU e a União Africana, como a Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável, combate ao terrorismo e ao Boko Haram e as crises na Líbia, Mali, República Centro Africana, Sudão do Sul e Somália.

A nova parceria estratégica ONU-União Africana prevê mais aposta na política de prevenção dos conflitos ao invés de na resposta às crises, e faz parte da “nova abordagem” destinada a favorecer a mediação de conflitos e a diplomacia pela paz.

Esta “nova abordagem” inaugurada por António Guterres consiste em alterar o paradigma actual, que gasta muito mais tempo e recursos na resposta às crises do que na prevenção, o que faz com que as pessoas paguem um preço alto demais, para um novo, consubstanciado na tomada de atitudes para prevenir a guerra e apoiar a paz.

ANG/JA


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw