Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quarta, 19 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


CEDEAO/ Missão ameaça recorrer a sanções contra quem dificultasse aplicação do Acordo de Conacri

2017-04-26

(ANG) - A missã ameacou em comun icado final recorrer a sanções contra todos os individuos, grupos ou entidades que dificultassem a aplicação do Acordo de Conacri. o da CEDEAO que se encontrava de visita a Bissau



Em comunicado final adoptado no fim da visita de dois dias, a organização sub-regional recomendou as partes envolvidas na crise politica guineense (governo e PAIGC)a cumprirem o engajamento de levar a cabo sem demoras um dialogo director a fim de assegurar a aplicacao do Acordo de Conacri.

“Caso não forem respeitados estes engajamentos ou na ausência deuma acção concreta para o efeito, no prazo de 30 dias, a missão recomenda que a autoridade de chefes de estados e de governo aprovem a imposição por todos os países membros e pela Comunidade Internacional de sanções adequadas, com efeito imediato contra os indivíduos, os grupos de indivíduos e entidades que entravam a aplicção do Acordo de Conacri”, refere o comunicado final produzido em francês pela missão dirigida por Marcel de Sousa, presidente da Comissão da CEDEAO após vários encontros com autoridades gvernamentais e políticas da Guiné-Bissau.

O acordo de Conacri prevê a formação de um governo de consenso e de inclusãoformado por partidos representados no parlamento , e a escolha pelo Presidente da República de um Primeiro- minstro de consenso.

ANG/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw