Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Terça, 18 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Energia e água/ Governo lança novo projecto para melhoraria dos serviços em Bissau e arredores

2017-04-27

(ANG) – O ministro de Estado da Energia e Industria, Florentino Mendes Pereira procedeu quarta-feira ao lançamento das primeiras pedras para instalação de condutas de distribução de água potável e construção de reservatorios,reabilitação dos existentes, e extenção da rede electrica da cidade de Bissau.



O projecto enquadra-se na estratégia do governo,apoiada pelo Banco mundial,cujo objectivo principal é de proteger os mais pobres, visando a restauração de um nivel mínimo de prestação de serviços básicos e a recuperação económica.

Mendes Pereira acredita que o projecto irá contribuir para redução da pobreza extrema,promover a prosperidade compartilhada, e permitir o acesso a água potavel aos mais correnciados nos aredores da cidade de Bissau, e restaurar os serviços de água e electricidade em condições acessiveis em toda a cidade.

Para o efeito, segundo o ministro já foram construidos três novos furos de água potável, noemadamente no alto crim e Guiné telecom .

Mendes Pereira revelou que no quadro desse p+rojecto estão previstas a construção de um novo reservatorio de 750 m3,91 fontenários públicos nos deferentes bairros na zona de intervenção do projecto cuja densidade populacional não justifica a extensão de rede de água e a substituição de tubos fibra cimenetos pelos tubos de PVC E PeHD no centro da cidade.

“A construção da rede de distribuição de água potavel num total 66,4 km e a instalação de mais seis mil ligações domésticas nos bairros de Bra,Enterramento,Cuntum Quelele.Penha,São Paulo,Plaques 1 e 2 e Bairro Militar e consequentemente o fornecimento à Empresa da Elexctriciade e Àguas da Guiné-Bissau de 3 mil contadores pré-pago e os seus acessorios para instalações de ramais de ligações existentes e facturados por avenças”, acrescentou o ministro de Estado.

No dominio da electricidade, Florentino Mendes informou que o projecto vai reabilitar os cabos de media e alta tensão em mau estado de conservação e restaurar postos de saída, no bairros de Hafia,São Paulo e Cuntum Madina e aquisição de seis transformadores de média e baixa tensão e assegurar o abastecimento da enegia electrica ao centro da cidade.

Assegurou que com a intervenção do projecto pré-ve-se uma redução considerável das perdas técnicas e uma redução significativa de água não facturada, contribuindo desta forma para s melhoria na eficiência da EAGB.

Estima-se que mais de 284 mil pessoas serão beneficiários directos do projecto,entre as quais 76 mil terão acesso a melhor qualidade de água através de ligações domiciliárias e fontenárias e que cerca 208 mil terão acesso aos serviços de electricidade melharados.

Por outro lado o ministro destacou o acordo assinado com o Banco Árabe para o Desenvolvimento Económico em África BDEA para a construção de uma central de 20 megas na região de Bafatá,cujas obras vão começar em Junho, a instalação de um central fotavoltaica de 20 megas na cidade de Bissau, e outro de 500 megas no sector de Bissorã,na região de Oio.

O Coordenador do projecto Luís Alberto Gomes disse que várias intervenções serão feitas no ambito deste projecto,sobretudo no que diz respeito a construção de reservatórios de água e instalação de novos contadores e no dominio da electricidade instalações de postos de transformações em Djaal,Bissalanca e Antula 1 e 2 para abastecimento da energia nos bairros, em beneficio da população.

Gomes disse que espera receber um fundo adicional para levar a água e a corrente electrica à região de Biombo,nomeadamente nos sectores de Safim e Prabis numa outra fase.

Informou que o projecto é financiado pelo Banco Mundial no valor de 22 milhões de dólares e que as obras de construção dos reservatórios serão concluídas dentro de 13 meses ou seja em Setembro de 2018.

ANG/LPG/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw