Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Terça, 26 de Setembro de 2017
Todas as categorias
Sociedade
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


AGRICE/ Manuel Rodrigues agradece reconhecimento do mundo pelo seu trabalho

2017-05-09

(ANG) – O Presidente da Associação Guineense de Reabilitação e Integração dos Cegos (AGRICE), vencedor do prémio das “Crianças do Mundo “agradeceu hoje o reconhecimento de todas as crianças do mundo inteiro pelo seu empenho, dedicação e trabalho na afirmação dos deficientes.



O laureado com ” prémio Nobel das Crianças” que falava aos jornalistas confessou que quando recebeu o convite para participar nesse fórum mundial ficou muito satisfeito, acrescentado que afinal o seu esforço e trabalho são reconhecidos mundialmente.

O considerado herói dos direitos das crianças cego na Guiné-Bissau, disse que foi homenageado por milhões de crianças em Estocolmo e enalteceu também o empenho da AMIC que reconheceu seu trabalho ao longo da existência de AGRICE.

O presidente do AGRICE disse que o prémio ganho lhe encorajou muito e tornou os guineenses mais atraentes perante o mundo e muitos interessarão na educação e atenção das crianças deficiente no país.

Disse que seu maior esforço foi resgatar crianças nas aldeias e nas suas casas, explicou que levava merendas e contava sua história aos familiares das crianças cegas, tinha falta de meios materiais e financeiros para realizar seu projecto que hoje é uma realidade.

Informou que para sensibilizar os pais e encarregados dos deficientes, contava-lhes que também foi criança cega, e sentia obrigação de cuidar doutras com os mesmos problemas e narrava sua história desde infância até a data presente, “revelou.

O laureado lembrou que fundou a agrice desde 1996 e criou a primeira escola de alfabetização dos cegos no país em sua própria casa cujo nome é “Ngori ngori” que significa Abelha acolhedora.

Manuel Rodrigues afirmou que actualmente a AGRICE estendeu-se com novo lar financiado pela MIKALA que alberga 20 jovens educados por “mim” e que a Cooperação Portuguesa construiu a escola “Bengala Branca” que foi equipada com instrumentos musicais pela embaixada dos EUA no país.

O presidente da AGRICE informou que já têm uma equipa de resgate das crianças com deficiências física que está a trabalhar no terreno.

Para além de Manuel Rodrigues, duas outras activistas foram homenageadas: a Alemã, Rosi Gollmann de 90 anos que salvou dezenas de milhares de meninas na Índia de serem mortas ao nascerem e a Americana, Molly Melching que luta contra a mutilação genital e o casamento infantil na África Ocidental.

Manuel Rodrigues, venceu o prémio com 73.477 votos a favor, seguida a Molly Melching com 9.217 e Rosi Gollmann com apenas 7.570 votos.

ANG/JD/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw