Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Segunda, 17 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Crise política Primeiro-ministro e o Partido da Renovação Social assinam acordo de Incidência Parlamentar

2015-09-07

(ANG) – O Primeiro-Ministro, Baciro Djá e o Partido da Renovação Social (PRS) assinaram hoje um protocolo de acordo de Incidência Parlamentar visando tirar o país do “ impasse político” em que se encontra.



No acto de assinatura do acordo, Baciro Djá destacou que em busca da solução para tirar o país da actual situação política achou que era necessário chegar a um entendimento com o maior partido da oposição, que é o PRS.

De acordo com Baciro Djá, os dirigentes e militantes do PRS e do PAIGC são provenientes da mesma base sociológica e ideológicas de apoio.

“Tínhamos somente uma diferença que é de olhar e governar o país. Mas com este acordo assinado hoje, juntos vamos minimizar essa diferença para o bem do nosso povo assim como o do Combatente da Liberdade da Pátria”, disse Baciro Djá.

Por seu turno, o Presidente do PRS, Alberto Nambeia ,disse que o seu partido foi obrigado a aceitar esta proposta do Primeiro-ministro, para tirar o país do estado que se encontra.

Aberto Nambeia exortou ao Primeiro-ministro que de hoje para frente tem um trabalho difícil para tirar o país da situação em que se encontra, frisando contudo que “nada é difícil se quisermos trabalhar”.

“Se de facto queres trabalhar para o bem da Nação podes contar com o nosso total apoio. Mas, caso contrario não vamos pactuar com nada que não vai servir os interesses da Nação", afirmou Alberto Nambeia.

O Presidente de PRS prometeu a sociedade guineense de que numa ocasião mais propícia tornará público o papel do seu partido durante o desenrolar da crise politica vivida no país.

O teor do acordo rubricado entre o Primeiro-ministro e os renovadores não foram revelados à imprensa mas segundo a RDP-Africa, o acordo dá ao PRS o direito de indigitar cinco ministros e igual número de secretários de estado para além de duas direcções gerais.

ANG/LLA/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw